Assista nossos programas:

terça-feira, 23 de abril de 2013

IRIS FAZ AÇÃO NO DIA INTERNACIONAL DO CÃO-GUIA, 24/04, NA AVENIDA PAULISTA




Brasil tem mais de 1,1 milhão de deficientes visuais e menos de 100 cães-guia

O IRIS - Instituto de Responsabilidade e Inclusão Social realizará hoje, 24/04, quarta-feira, Dia Internacional do Cão-guia, uma ação na avenida Paulista, em frente à FIESP, às 13h. No local, um grupo de deficientes visuais e os respectivos cães estarão reunidos para um manifesto de conscientização.

O objetivo é chamar atenção para uma triste estatística: o Brasil tem 1,1 milhão de deficientes visuais e menos de 100 cães-guia.O Brasil tem demanda potencial de usuários para mais de 10 mil, sendo que quatro mil cegos interessados estão na fila de espera do IRIS.

De acordo com Thays Martinez, fundadora do IRIS e dona do labrador Diesel, as estatísticas internacionais demonstram que de 1% a 2% dos deficientes visuais utilizam o cão-guia, ou seja, o Brasil tem uma demanda potencial de usuários de mais de 10 mil pessoas.

A advogada, que é deficiente visual desde os quatro anos, criou o Projeto Cão-Guia do Instituto IRIS, que defende a importância do acesso a instrumentos de inclusão social aos deficientes. Uma das formas de inclusão é o cão-guia – uma alternativa ao uso da bengala. O IRIS tem por missão facilitar a inclusão social das pessoas com algum tipo de deficiência, mas a principal atividade é o treinamento e doação de cães-guia para deficientes visuais. “Para ampliar esse serviço e proporcionar uma melhoria na qualidade de vida de mais pessoas, o IRIS precisa de colaboração e gostaríamos de chamar atenção do público para esta causa e para as dificuldades encontradas para ampliar este serviço tão inclusivo. Ajuda financeira e voluntários para a socialização de filhotes são as nossas principais necessidades”, detalha Thays.

Muitos dos cães-guia em atividade no Brasil foram importados pelo IRIS sem nenhum custo para os usuários. A iniciativa é resultado de uma parceria da organização não-governamental com a americana Leader Dogs for the Blind. Mas, na fila de espera do IRIS há 4 mil deficientes aguardando um cão.

IRIS
O Instituto de Responsabilidade e Inclusão Social (IRIS), entidade sem fins lucrativos, foi fundado em 2002, em São Paulo (SP), com a missão de desenvolver atividades que acelerem o processo de inclusão social das pessoas portadoras de deficiência visual. A prioridade institucional é a difusão do cão-guia como grande facilitador do processo de inclusão. O Instituto artua no Brasil com um instrutor reconhecido pela International Guide Dog Federation (Inglaterra), especialmente qualificado pela Royal New Zealand Foundation for the Blind – Guide Dog Services (Nova Zelândia) entre 1996 e 1999.

VEJA OS VÍDEOS SOBRE ESTE TRABALHO: