Assista nossos programas:

quinta-feira, 25 de abril de 2013

RAÇÕES ADIMAX COM INGREDIENTES NATURAIS

RAÇÕES ADIMAX COM INGREDIENTES NATURAIS SÃO A NOVIDADE EM ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA CÃES

Além do Bio Complex, um composto natural que reduz o odor das fezes e deixa a pelagem mais bonita, as rações vêm em embalagens com um dispositivo de fechamento inédito no Brasil, o Petzip, ideal para manter o alimento sempre fresquinho para o consumo dos pets

A Adimax acaba de ampliar sua linha de produtos com rações elaboradas a partir de ingredientes naturais, que trazem benefícios à saúde dos pets. A fórmula natural presente nas rações Magnus contempla o Bio Complex, uma espécie de composto que reúne pré e probrióticos, além de ômegas 3 e 6 e extrato de yucca, promovendo o aumento da resistência imunológica do animal, a saúde da pele e da pelagem e até mesmo a redução do odor e do volume das fezes. Sem aditivos artificiais, como antioxidantes, corantes e aromatizantes, a alimentação fica muito mais rica e nutritiva, facilitando o bom funcionamento do intestino e a absorção dos nutrientes essenciais ao animal.

Os lançamentos também incluem um exclusivo sistema de fechamento do pacote, que dispensa qualquer tipo de prendedor. Chamado de Petzip, o dispositivo possibilita a perfeita vedação da embalagem, preservando a qualidade do alimento e garantindo o consumo da ração sempre fresquinha e saborosa.

Segundo Adir Comunello, sócio-proprietário da Adimax, a idéia de desenvolver um produto com ingredientes naturais deriva da conscientização cada vez maior das pessoas no dito popular de que somos o que comemos. “Donos de animais de companhia também têm esse cuidado com seus pets, primam pela boa alimentação e bem-estar do animal”, salienta Comunello.

Respeitando as necessidades de vitaminas e energia de cada animal de estimação, de acordo com a idade e a raça, a Adimax disponibiliza três novas versões das rações Magnus Fórmula Natural com Bio Complex: Cães Adultos, Raças Pequenas e Cães Filhotes.

Linha High Premium - Fórmula Natural:

MAGNUS Fórmula Natural – CÃES ADULTOS
Além do Bio Complex, MAGNUS Fórmula Natural – Cães Adultos facilita a absorção de nutrientes e deixa o pêlo do animal com muito mais brilho. A fórmula, rica em fibras e livre de ingredientes artificiais, aumenta a resistência física do pet e favorece a saúde do trato intestinal. A apresentação é feita em pacotes de 1kg, 15kg e 25kg, todos com Petzip.

MAGNUS Fórmula Natural – PEQUENAS RAÇAS
Para as pequenas raças, naturalmente mais ativas do que as de grande porte, a Adimax desenvolveu um produto especial para suprir as necessidades energéticas desses pets. Rica em proteínas do frango, semente de linhaça e extrato de yucca, a ração agrada ao paladar dos pequenos e ao mesmo tempo auxilia na digestão e na formatação das fezes. A apresentação das embalagens com Petzip é de 1kg e 25kg.

MAGNUS Fórmula Natural – CÃES FILHOTES
Isenta de corantes e outros aditivos artificiais, as rações com Bio Complex, MAGNUS com Nuggets – Cães Filhotes proporcionam uma alimentação saudável e balanceada aos cães filhotes, ajudando no fortalecimento da estrutura óssea e no crescimento sadio do pet. O alimento diminui os riscos de problemas gastrointestinais e fortifica a resposta imunológica do organismo, além de auxiliar no funcionamento do sistema hepático, nervoso e muscular dos cães. Os minerais orgânicos contidos na Magnus – Cães Filhotes também aumentam a resistência das articulações, combatendo os radicais livres. A apresentação das embalagens com Petzip é de 1kg e 25kg.

Sobre a Adimax
A diferenciação de produtos e a inovação em soluções para o mercado de alimentos pet são a vocação da Adimax, que há 6 anos desenvolve rações de qualidade para cães, gatos e peixes cultivados. O ótimo custo-benefício e a diversificação das linhas para pets, com versões Econômica, Standard, Premium e High Premium - que conta com ingredientes naturais-, proporcionam uma alimentação balanceada e nutritiva, de acordo com a fase de vida do animal. Em franca expansão, suas duas unidades fabris, localizadas em Salto de Pirapora/SP e Abreu e Lima/PE, distribuem os produtos Adimax para os estados da região Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste.
Site: www.adimaxpet.com.br

Cuidado com pets: tirando nós de pelos

Pets: Tirando nós dos pelos

Cachorros de pelos longos ou encaracolados têm um charme todo especial, como as raças Lhasa-apso, Maltês, Shih Tzu, Poodle e Bichon Frise. Porém, precisam de cuidados extras.

Priscila Daud, proprietária do Pet da Pri, na capital paulista, alerta que pelos longos tendem a criar nós e ser muito dolorosos aos bichinhos. "Quando isso acontece é preciso cuidado ao tirar os nós. É o que chamamos de desembolo", explica.

O processo é feito utilizando ferramentas específica se produtos especiais, recomendados somente por profissional capacitado.

"Deve-se ter todo cuidado necessário, pois os nós podem ser prejudiciais, já que retém a umidade e o animal pode apresentar problemas de pele". Em casos extremos, a única saída é fazer a tosa geral no animal, completa Priscila.

A profissional explica que é possível evitar os temidos nós com alguns cuidados caseiros. Veja as dicas:

- Escovação diária: é essencial para essas raças e evita o processo do desembolo;

- Banho semanal;

- Hidratação quinzenal.

Sobre o Pet da Pri – Localizada na zona sul da capital paulista, o Pet da Pri é especializado em estética e higiene de animais. Como diferencial, realiza o check-in antes de o animal passar pelo procedimento, aumentando a segurança dos clientes.

terça-feira, 23 de abril de 2013

Fanpage faz sucesso com perfis de cães e casos de adoção



BOB

FAGNO E OTTO

MAX DE GRAVATINHA

“Bob tem dois anos e é uma mistura de border collie e talvez com beagle, "por causa do marronzinho na orelha", conforme comentou a dona, nossa amiga Cida. Ela está com o novo galã do Max Pet Clube há cerca de seis meses, quando uma pessoa quis soltá-lo na Praça Julio de Mesquita, na região central de São Paulo. É bem brincalhão, mas não curte muito cães maiores que ele, prefere os baixinhos pra se divertir. E, claro, adora paquerar as bonitonas que aparecem nos seus caminhos diários pelo centro de sampa. Seja bem vindo, Bob, a casa é sua também!”. Esse é um dos perfis originais da fanpage Max Pet Clube.

Com um mês de lançamento, que aconteceu em 27 de março, a iniciativa comemora o alcance do projeto e engajamento provocado via Facebook em tão pouco tempo de atuação. Inspirada no beagle Max, do jornalista e criador da página Pedro Duarte, o trabalho voluntário é dedicado a divulgar perfis de cães do centro de São Paulo, com fotos e vídeos inéditos, além de conteúdos diversos como notícias do segmento, eventos, pedidos de adoção, tiras de humor envolvendo pets, dicas para cuidado com os animais e abordagens motivacionais.

O caso mais recente foi do beagle Otto, encontrado no domingo (21/04) perto do Minhocão, em São Paulo. A mobilização da fanpage gerou mais de 1.000 visualizações em poucos dias e dezenas de compartilhamentos, mas o dono não apareceu. Durante a semana passada, um dos fãs da página, Fagno Gabriel, demonstrou interesse e como o Otto estava em lar temporário, o caso foi resolvido no domingo seguinte (20/04), de modo que o cão ganhou nova casa com muito mais espaço para gastar a energia típica da raça.

A fanpage divulgou também a atitude da atriz Betty Gofman, que transformou sua casa no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro, em uma espécie de lar temporário para cães abandonados. Betty calcula já ter encaminhado mais cem cães para adoção. “Aqui é como uma casa de passagem. Já tive cães que ficaram um ano e outros que só ficaram um dia. Mas dou carinho e cuido de todos eles e só entrego para adoção quando tenho certeza de que ficam bem”, conta.


O alcance orgânico e viral do Max Pet Clube também chama atenção. O post “Palavra de Cachorro” (16/04) surpreendeu com mais de 1.100 visualizações, enquanto o divertido “Mais um que faz arte e se entrega” (30/03) com quase 1.800 visualizações, mostra um cão que, repreendido pelo dono por “roubar” petiscos do gato, não consegue disfarçar e se entrega com flagrante cara de arrependido.

Além disso, a partir de mobilização dos fãs da página, o beagle Max, “que é o ‘garoto propaganda’ da causa, venceu o concurso Pet Star da fanpage Meu Amigo Pet, que possui mais de 1,3 milhão de fãs. Com recorde de votos, a foto eleita do Max, que é a mesma usada na capa do Max Pet Clube, está em divulgação até fim deste mês no blog de Meu Amigo Pet, cujo endereço é http://bit.ly/11dOVKF .


Sobre o autorPedro Duarte é jornalista graduado pela USP e especializado na cobertura do mercado de seguros. Atua como jornalista do Centro de Qualificação de Qualificação do Corretor de Seguros (www.cqcs.com.br) e da revista Segurador Brasil(www.editorabrasilnoticias.com.br), sendo responsável também pelo conteúdo do blog Seguro na Medida (http://seguronamedida.wordpress.com) e das fanpages Blog Seguro na Medida e Max Pet Clube. 

Tapete higiênico Mili Dog ajuda a educar cães e manter a casa limpa



O uso de tapetes higiênicos para educar cães está cada vez mais comum, principalmente nos casos em que o pet permanece dentro de casa. O tapete higiênico Mili Dog foi desenvolvido para condicionar o cachorro a fazer as necessidades em um local apropriado, pois possui um aroma atrativo para os pets. Outra vantagem é que o produto ajuda a manter a casa limpa e livre de odores.
Para que o cachorro tenha o hábito de utilizar o tapete como banheiro, o produto deve ser colocado no lugar onde o cão costuma fazer as necessidades, substituindo jornais e outros materiais. Também devem ser realizados exercícios diários, com recompensas quando ele utilizar o tapete para fazer xixi, por exemplo. Isso vai fazer com que ele entenda que está fazendo algo certo.
No caso das fêmeas o produto deve ser fixado no chão e, para os machos, o tapete deve também ser fixado na parede. Já no caso de filhotes, devem ser empilhados vários tapetes e, após o uso, retirar um a um. Isso vai condicionar o comportamento dele. Uma dica importante é separar o local onde o cão se alimenta e dorme, pois ele não costuma fazer as necessidades no mesmo ambiente.
A embalagem do Tapete higiênico Mili Dog contém 12 unidades, medindo 55 por 60 centímetros.
Sobre a Mili – Fundada em 1983, a Mili é uma das maiores fabricantes brasileiras no segmento de higiene e limpeza. Seus produtos - papel higiênico, toalha de papel, guardanapos, fraldas descartáveis e absorventes higiênicos - estão entre os líderes nacionais de mercado. Atualmente a empresa conta com mais de 1.500 colaboradores, distribuídos por três unidades fabris e duas centrais de distribuição. A Mili possui fábricas localizadas em Santa Catarina, Paraná e Alagoas. As centrais de distribuição se encontram em Curitiba (PR) e Maceió (AL). Para saber mais acesse http://www.mili.com.br/

IRIS FAZ AÇÃO NO DIA INTERNACIONAL DO CÃO-GUIA, 24/04, NA AVENIDA PAULISTA




Brasil tem mais de 1,1 milhão de deficientes visuais e menos de 100 cães-guia

O IRIS - Instituto de Responsabilidade e Inclusão Social realizará hoje, 24/04, quarta-feira, Dia Internacional do Cão-guia, uma ação na avenida Paulista, em frente à FIESP, às 13h. No local, um grupo de deficientes visuais e os respectivos cães estarão reunidos para um manifesto de conscientização.

O objetivo é chamar atenção para uma triste estatística: o Brasil tem 1,1 milhão de deficientes visuais e menos de 100 cães-guia.O Brasil tem demanda potencial de usuários para mais de 10 mil, sendo que quatro mil cegos interessados estão na fila de espera do IRIS.

De acordo com Thays Martinez, fundadora do IRIS e dona do labrador Diesel, as estatísticas internacionais demonstram que de 1% a 2% dos deficientes visuais utilizam o cão-guia, ou seja, o Brasil tem uma demanda potencial de usuários de mais de 10 mil pessoas.

A advogada, que é deficiente visual desde os quatro anos, criou o Projeto Cão-Guia do Instituto IRIS, que defende a importância do acesso a instrumentos de inclusão social aos deficientes. Uma das formas de inclusão é o cão-guia – uma alternativa ao uso da bengala. O IRIS tem por missão facilitar a inclusão social das pessoas com algum tipo de deficiência, mas a principal atividade é o treinamento e doação de cães-guia para deficientes visuais. “Para ampliar esse serviço e proporcionar uma melhoria na qualidade de vida de mais pessoas, o IRIS precisa de colaboração e gostaríamos de chamar atenção do público para esta causa e para as dificuldades encontradas para ampliar este serviço tão inclusivo. Ajuda financeira e voluntários para a socialização de filhotes são as nossas principais necessidades”, detalha Thays.

Muitos dos cães-guia em atividade no Brasil foram importados pelo IRIS sem nenhum custo para os usuários. A iniciativa é resultado de uma parceria da organização não-governamental com a americana Leader Dogs for the Blind. Mas, na fila de espera do IRIS há 4 mil deficientes aguardando um cão.

IRIS
O Instituto de Responsabilidade e Inclusão Social (IRIS), entidade sem fins lucrativos, foi fundado em 2002, em São Paulo (SP), com a missão de desenvolver atividades que acelerem o processo de inclusão social das pessoas portadoras de deficiência visual. A prioridade institucional é a difusão do cão-guia como grande facilitador do processo de inclusão. O Instituto artua no Brasil com um instrutor reconhecido pela International Guide Dog Federation (Inglaterra), especialmente qualificado pela Royal New Zealand Foundation for the Blind – Guide Dog Services (Nova Zelândia) entre 1996 e 1999.

VEJA OS VÍDEOS SOBRE ESTE TRABALHO: