Assista nossos programas:

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

LABORATÓRIO MUNDO ANIMAL REALIZA ENTREGA DE DOAÇÕES DE NATAL NA ONG PROJETO CEL



Campanha Pet Solidário nas redes sociais da empresa teve como objetivo a conscientização sobre a posse responsável e cuidados com a higiene e saúde dos cães e gatos

Com o objetivo de promover um Natal diferente aos cerca de 600 cães e gatos abandonados da ONG projeto Cel, o Laboratório Veterinário Mundo Animal promoveu durante o mês de dezembro a campanha “Natal Pet Solidário” em suas redes sociais. A ação que incentivou a posse responsável e a adoção de animais carentes movimentou centenas de seguidores da empresa e da entidade no Facebook, que participaram compartilhando fotos e histórias sobre a relação com seus animais de estimação.

A campanha foi encerrada no último dia 15 de dezembro, quando houve a divulgação das três melhores histórias e fotos, bem como a entrega de uma doação de produtos feita pela Mundo Animal aos animais do Projeto Cel. Dentre os itens doados pela fabricante destacam-se o vermífugo Mectal e Mectal Gatos, eficazes no combate de endoparasitos nas formas adultas e larvais, além do sabonete líquido Pulgoff PLUS e o shampoo Astor Citronela, específicos para o tratamento de pulgas e carrapatos nos cães. Os vencedores da campanha também receberam em casa um dos três kits exclusivos com produtos da Linha Good Pet, Pulgoff e Good Care.

Segundo Eliete Brognoli, fundadora da entidade, as doações vão ajudar a manter os cães e gatos disponíveis para adoção, saudáveis e prontos para receberem um novo lar. “Agradecemos muito ao Laboratório Mundo Animal por esta ação tão humanitária em prol dos animais carentes. Gostaria de agradecer também às pessoas que participaram da campanha no Facebook e as que ajudaram na divulgação”.

De acordo com a veterinária Vanessa Lopes, responsável técnica da Mundo Animal, com o saldo bastante positivo da ação, a ideia é manter parcerias com entidades responsáveis como o Projeto Cel também em 2012. “Ainda há muito o que fazer para mudar a realidade do abandono de animais no país, mas fazemos questão de reconhecer e apoiar instituições que se comprometem com a causa e que fazem a diferença”.

Só em 2011 o Projeto Cel auxiliou 1.103 animais a encontrarem um novo lar. Para os interessados, a entidade realiza semanalmente feiras de adoção em algumas unidades da Rede Pet Center Marginal. É possível ainda ser um padrinho de um animalzinho abandonado, contribuindo com doações em dinheiro para a entidade ou colaborar adquirindo os produtos patenteados da instituição.

Sobre o laboratório Veterinário Mundo Animal
Com 25 anos de atuação no mercado, o labora tório veterinário Mundo Animal é uma empresa 100% brasileira localizada em São Paulo, que tem como marca o investimento em novas tecnologias para desenvolver e fabricar produtos voltados à saúde e bem-estar dos animais de estimação. A linha completa é composta antiparasitários (contra vermes, pulgas e carrapatos), produtos terapêuticos (como antibióticos e antiinflamatórios, por exemplo), suplementos alimentares, educadores (atrativos sanitários, repelentes de lugar, entre outros), pesticidas e itens higiene e beleza. Todas as linhas produzidas na planta fabril possuem o mais alto padrão, pois seguem normas internacionais (BPF – Boas Práticas de Fabricação), que garantem qualidade total desde a aquisição do princípio ativo, passando por todas as etapas produtivas. Com fortes valores éticos e sociais, a Mundo Animal também garante que os processos de fabricação não agridem o meio-ambiente nem a comunidade onde está inserida.

Serviço
Laboratório Veterinário Mundo Animal
www.mundoanimal.vet.br
SAC: 0800 772 25 23
Facebook: http://www.facebook.com/LaboratorioMundoAnimal

Projeto Cel
http://www.projetocel.org.br
Facebook: http://www.facebook.com/ProjetoCEL

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Butantan faz alerta para acidentes com animais peçonhentos no calor

Ocorrências crescem 80% no período e podem ser evitadas com alguns cuidados básicos



O Instituto Butantan, órgão ligado à Secretaria de Estado da Saúde, faz um alerta para os cuidados que devem ser tomados para evitar acidentes com animais peçonhentos, principalmente com a proximidade do verão e a elevação das temperaturas. O número de casos aumenta cerca de 80% de novembro a março, os meses mais quentes do ano.
É muito importante que as pessoas saibam como proceder em caso de acidentes com esses animais. Diferentemente do que se costuma ouvir, não se deve amarrar o local do ferimento, já que essa ação pode produzir necrose e não evita a disseminação do veneno. Em caso de acidentes com cobras, por exemplo, deve-se lavar o local afetado somente com água e sabão e não passar nenhum outro produto ou medicação.
Quanto à ferroada de escorpião, a primeira medida que deve ser adotada é colocar compressas de água morna sobre a ferida. Isso ajudará a aliviar a dor até a chegada ao serviço de saúde mais próximo. Por outro lado, em caso de picadas de aranhas e queimaduras de taturanas é importante não mexer no ferimento e procurar atendimento médico imediatamente.
“É fundamental que as pessoas sigam essas recomendações em casos de acidentes com animais peçonhentos e procurem, o quanto antes, o serviço médico. Isso garantirá o diagnóstico precoce e um tratamento eficaz”, alerta o diretor-médico do hospital Vital Brazil, Carlos Medeiros.
O Instituto Butantan disponibiliza para a população um telefone de orientação em casos de emergência e acidentes com animais peçonhentos. O serviço funciona 24 horas por dia e orienta o cidadão sobre o local mais próximo para atendimento.            (11) 3726-7962      .
Dicas de prevenção também estão disponíveis no site www.butantan.gov.br.

O que fazer em caso de acidentes:

Lavar o ferimento com água e sabão;
Lavar o local da picada apenas com água ou com água e sabão;
Dar bastante água à vítima para manter a hidratação;
Procurar serviço médico o quanto antes;
O que não fazer em caso de acidentes:

Cortar ou furar o local da picada para tentar extrair o veneno;
Fazer torniquetes, ou seja, amarrar o local para evitar a circulação sanguínea;
Em caso de aparecimento de algum animal peçonhento, tentar removê-lo sem ajuda de um profissional qualificado;
Não passar produtos como manteiga, cremes ou outras substancias gordurosas no local do ferimento;