Assista nossos programas:

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Inverno brasileiro exige cuidados especiais com a saúde dos pets

Temperaturas nem tão baixas, pouca chuva, ar e praças com gramados secos, campanha pública de vacinação anti-rábica e outros acontecimentos merecem atenção redobrada dos proprietários
Embora exista um senso comum de que cães - por conta de sua pele e pelagem - estão mais bem adaptados para enfrentar as baixas temperaturas, é preciso lembrar que a maioria dos animais domésticos não sofre grandes transformações físicas para o período de outono e inverno. Por isso, pequenas alterações no abrigo, na rotina de cuidados, nos passeios e na alimentação ajudam manter a saúde e o bem-estar dos bichos nos dias mais gelados. "Algumas raças como Husky Siberiano, Bernesian Mountain Dog, São Bernardo, entre outros que possuem características físicas que os tornam mais resistentes ao frio como, maior camada de gordura sob a pele e subpelo mais denso, podem não sentir tanto as madrugadas mais frias, esclarece o Diretor Clinico do Hospital Veterinário Pet Care Marcelo Quinzani.

Abrigar os animais em locais protegidos da variação do tempo como ventos, chuva, sereno e outros, é o primeiro item da lista de cuidados que devem ser tomados durante os próximos meses. A recomendação vale para pets de todas as faixas etárias."Se o animal dorme em uma área externa da casa é preciso que ele tenha sua casa ou canil", pontua o médico veterinário. Alguns cães e gatos mesmo tendo onde se abrigar preferem dormir ao relento. “Se este for o caso é preciso prender o animal, principalmente em dias chuvosos", aconselha o médico veterinário.

Os recém-nascidos devem ter atenção redobrada durante o frio. Todos os filhotes, até os dois meses de idade, ainda não têm uma capacidade eficiente de manter a temperatura corpórea e perdem calor facilmente. “Por isso, dependem de abrigo e da energia fornecida pela alimentação, que deve ser oferecida até quatro vezes ao dia”, explica. No frio, a necessidade de energia aumenta e os animais que não recebem condições adequadas de alimentação e aquecimento podem acabar morrendo. "Atitudes como manter a ninhada em local protegido, confinar em ambientes pequenos e aquecidos, forrar com panos embaixo e dentro da casinha ou caminha onde os pequeninos dormem, é uma atitude simples que mantém o aquecimento”.

Os cães de idade avançada ou que sofrem com problemas osteoarticulares - artrose, calcificações na coluna e hérnia de disco - tendem a sentir mais dor nos dias frios. Estes, assim como os animais de pelagem curta devem ser agasalhados. "É importante mantê-los aquecidos e as roupas podem ser grandes aliadas", pontua. “Se o animal apresentar sintomas aparentes de dor, dificuldade de locomoção ou de se levantar pela manhã, agressividade e sensibilidade ao toque, o ideal é procurar um especialista para checar as possibilidades de medicação analgésica". Nunca dê remédios - nem humanos, nem específicos para animais - ao seu bicho sem consultar previamente um veterinário.

Aumentar a oferta de alimentos também está entre as dicas para ajudar o animal a passar pelo período sem tanto sofrimento. Se o animal não tiver tendência à obesidade ou ainda problemas decorrentes dela, aumente em 15 a 20% a oferta de alimento durante o frio. Troque também os horários de passeio nesta época do ano. “Procure levar o animal para rua nos horários ainda quentes do dia e quando o sol ainda está presente, como no início da manhã ou final do dia e evite tirá-lo de casa quando estiver muito frio ou durante a noite."

Menos banhos e mais pelosA rotina de banhos e tosas também merece algumas modificações quando os termômetros estão nivelados por baixo. Aumentar o intervalo entre um banho e outro, escolher os locais protegidos e dias mais quentes para a limpeza, secar os animais com secadores e deixá-los com a pelagem mais comprida são atitudes que garantem o bem-estar dos bichos. Também é importante ter cuidados com o choque de temperaturas. “Seja no banho em casa ou no pet shop, mantenha o animal em um lugar protegido durante pelo menos 20 minutos depois da seção de secador", ensina. “Isso evita que o organismo do animal fique vulnerável a doenças respiratórias".


Atchim: pode ser gripe
Assim como os humanos, os cães também podem sofrer com problemas respiratórios nos meses de frio e ar seco. Causados por vírus ou bactérias, esses quadros apresentam sintomas semelhantes ao de qualquer resfriado - tosse, espirros, febre, falta de apetite e coriza - e são chamados de tosse dos canis ou traqueobronquite. "Essas doenças podem ser causadas pelos vírus parainfluenza e adenovirus tipo 2, que não são transmissíveis ao homem e pela bactéria Bordetella bronchiseptica", diz Quinzani. “Podem acontecer em qualquer época do ano, mas têm incidência aumentada durante o inverno, principalmente pelo ar mais seco e frio e aglomerações em hotéis e canis devido às viagens de férias”.

Para prevenir, o ideal é manter a vacinação em dia. Além da vacina anti-rábica e da múltipla, que previne contra cinomose, hepatite, leptospirose, parvovirose, coronavirus e parainfluenza, os animais podem receber proteção contra a tosse dos canis anualmente. "A prevenção pode ser feita a partir dos dois meses de vida", pontua Quinzani. "Existem duas opções de aplicação, a dose única intranasal, na qual o liquido é colocado dentro das narinas do animal, ou pelo método injetável, que deve ser feito em duas doses."
Outro perigo muito comum nessa época do ano é com a cinomose, virose que não tem tratamento, transmitida de cão para cão, devido às aglomerações de cães causadas pelas campanhas públicas de vacinações anti-rábica. “Para preveni-las devemos manter os cães vacinados e evitar aglomerações, principalmente com cães de origem desconhecida”.

Sempre em alerta
Quando as temperaturas caem, as chuvas diminuem e os gramados e pastagens ficam mais secas, as populações de carrapatos aumentam consideravelmente e o risco de viver uma infestação torna-se maior. Além do incômodo e da coceira, os carrapatos trazem juntos algumas doenças que podem ser letais para o animal de estimação e mesmo para o homem. “Erlichiose, Babesiose e Doença de Lyme são as mais comuns entre os cães. Já entre o homem temos a Febre Maculosa que podem chegar até a sua casa com os carrapatos trazidos pelo seu cão depois de um passeio no campo, parque ou mesmo na pracinha mais perto de sua casa”, alerta. “Por isso é preciso manter a prevenção, aplicando produtos adequados tanto no animal quanto no ambiente”, explica Quinzani.

Sabonete, shampoo, loção, spray, coleiras e pour-on, aquela pipeta que é colocada na nuca do animal, são algumas das opções que recheiam as prateleiras dos petshops prometendo prevenir o aparecimento de pulgas e carrapatos e eliminar os parasitas que possam existir. "Entre todas essas opções consideram-se as coleiras, sprays e os pour-ons como os mais eficientes. A eficácia do produto depende muito do principio ativo utilizado e da resistência a determinados produtos. É preciso estar atento porque muitos podem ser tóxicos", alerta.


Medicina Veterinária especializada
Fundado em 1990, o Hospital Veterinário Pet Care está situado no bairro do Morumbi, em São Paulo, funciona 24h e oferece a mais completa estrutura de atendimento clínico e cirúrgico, apoiado por diversos exames diagnósticos. Capitaneado por uma equipe clínica de inquestionável formação técnica – movida pela paixão aos animais de estimação – o Pet Care reúne serviços convencionais como consultas, vacinação, banho e tosa e pet shop, e especialidades como: acupuntura, fisioterapia, cardiologia, ortopedia, dermatologia odontologia, cirurgias, oncologia e homeopatia entre outras, para cães e gatos.

Serviço:
Hospital Veterinário Pet Care - 24h
Avenida Giovanni Gronchi, 3001 – Morumbi – São Paulo/SP
11 3743-2142
www.petcare.com.br

Veja como foi a Festa Cãonina do Pet Memorial

Finais do CAMPEONATO PAULISTA DE AGILITY

Esporte Animal: Finais do Campeonato Paulista de Agility acontecem no primeiro domingo de julho
Com entrada gratuita, o evento realizado no Hotel Fazenda Clube de Cãompo (Itu/SP) reúne as melhores duplas de cães e condutores do país e atrai milhares de apaixonados por pets

No primeiro domingo das férias de inverno, os apaixonados por cães têm destino certo e diversão garantida! Premiado como sede da "melhor prova" na última edição da disputa que envolve animais e seus donos, o Hotel Fazenda Clube de Cãompo localizado em Itu, interior de São Paulo, recebe neste ano a 7ª etapa do Campeonato Paulista de Agility. O evento, que é organizado pela Federação Paulista de Agillity reúne os melhores atletas brasileiros do esporte, pois além de definir os finalistas da prova estadual também soma pontos para o Campeonato Mundial de Agility, que será realizado em setembro na Áustria.

Criado na Inglaterra, em 1978, o Agility é uma modalidade praticada por duplas formadas de cão e condutor. Considerado um esporte de habilidade, demonstra o entrosamento entre o animal e o homem. “O objetivo é fazer com que o cão, sob a orientação do seu condutor, percorra um circuito de obstáculos no menor tempo possível e sem erros”, explica o responsável pelo Clube de Cãompo, Aldo Macellaro Júnior. “Durante o percurso o treinador não pode encostar no cão e não pode ter nada em suas mãos. O animal , por sua vez, não pode estar preso à guia nem usar qualquer tipo de colar”.

Aberto ao público em geral e com entrada gratuita, o Campeonato - que contabilizou a participação de 2.500 pessoas em 2008 - espera receber mais de 3 mil espectadores nas provas deste ano. “Por ser realizado durante o domingo, o evento reúne inúmeras famílias que possuem animal de estimação e são apaixonadas por tudo aquilo que envolve o mundo dos cães”, afirma o responsável pelo Clube de Cãompo, o médico veterinário Aldo Macellaro Jr.

Por sua localização, estrutura para a prática do esporte e recepção do público, o Hotel Fazenda sedia as finais do Campeonato Paulista de Agility desde 2003 e recebeu da organização do evento o troféu de “Melhor Prova do Ano” em 2008. O local possui uma área verde com 60.000 m2, e infra-estrutura com arquibancadas cobertas, praça de alimentação, segurança, toaletes e amplo estacionamento gratuito.

Responsabilidade Social
O evento agrega ainda uma ação solidária em prol de uma entidade assistencial da cidade, o Asilo São Vicente de Paulo, mais conhecido como Vila Vicentina. Para participar, público e patrocinadores podem fazer doações de alimentos não perecíveis. “Em 2008 conseguimos arrecadar 1 tonelada de alimentos e esperamos aumentar esse número neste ano”, estima Macellaro.

Os animais abandonados também ganham espaço no evento que, em parceria com o Centro de Controle de Zoonoses da cidade, promove uma feira de doação de animais e uma campanha de conscientização em relação à posse responsável. “Acreditamos que é nosso papel levar ao público, além da integração e diversão promovida pelo esporte, algo que possa melhorar a relação entre homens e animais”.

Saiba mais - O Clube de Cãompo é um hotel fazenda para cães, planejado para hospedar confortavelmente os animais em momentos de viagens e ausência dos proprietários. O local possui chalés individuas em departamentos separados para grandes e pequenos animais, com solários higienizados e desinfetados para receber cães de todos os tamanhos e raças. A hospedagem inclui alimentação, banho e momentos de lazer em uma ampla área, monitorada por profissionais treinados para lidar com os cães. O hotel fazenda também possui serviços como treinamento de agility, adestramento e obediência, solução de problemas comportamentais, condicionamento físico e o chamado “Day Care”, um dia de diversão e brincadeiras para os cães.

SERVIÇO:
“7ª Etapa do Campeonato Agility”
Data: Domingo, 05 de julho
Horário: das 10h às 16h
Local: Clube de Cãompo – Itu/SP - Rodovia SP 300 (Dom Gabriel Paulino Bueno Couto), km 94,5 – Itu/SP.
Informações: 11 4897-9518/ 9968-4729 ou pelo hot site do evento www.clubedecaompo.com.br/ agility

Para Participar da ação solidária basta levar um quilo de alimento não perecível que será coletado na entrada do evento

domingo, 21 de junho de 2009

Hospedagem aceita Pets - ALPHAVILLAGE

Você sabia que pets e proprietários podem aproveitar juntos as férias de inverno em um ambiente aconchegante, divertido e ecologicamente correto?

No Alphavillage, os pets e seus proprietários podem aproveitar um destino ecológico e momentos de lazer, divertimento e, é claro, descanso.

Há apenas 40 minutos da grande São Paulo, na cidade de Itu, é possível encontrar um destino ecológico, com princípios de sustentabilidade, bangalôs ecológicos, criatório conservacionista, pista e trilhas para caminhada, corrida e muita diversão e interação para crianças, adultos, idosos e animais de estimação.

SERVIÇO:
Alphavillage Refúgio Ecológico
www.alphavillage.com.br
11/ 4246-2511
Estrada Alphavillage, 701
(Km 75 da Castelo Branco)
A cerca de 40 minutos de São Paulo

domingo, 14 de junho de 2009

Ministério do Meio Ambiente do Brasil apoia a Declaração Universal de Bem-Estar Animal

Ministro Carlos Minc assinando a Declaração Universal de Bem-Estar Animal - DUBEA© Jefferson Rudy/MMA

A campanha internacional pelo reconhecimento mundial do bem-estar animal junto à ONU ganhou um forte aliado em 13 de maio: o Ministério do Meio Ambiente (MMA), quando o ministro Carlos Minc assinou seu apoio por uma Declaração Universal de Bem-Estar Animal - DUBEA.
O ministro Carlos Minc abriu a cerimônia de assinatura lembrando seu longo envolvimento com a causa da proteção animal e com a WSPA “desde as manifestações contra a farra do boi nas ruas do Rio, há muitos anos” até o seu apoio pela criação de uma Declaração Universal de Bem-Estar Animal, como propõe a WSPA - Sociedade Mundial de Proteção Animal. Minc disse que não podia se furtar a assinar o documento, seja como cidadão seja como ministro hoje responsável pelo imenso patrimônio da fauna silvestre brasileira que já tem centenas de espécies ameaçadas de extinção. Ele prometeu também ao diretor da WSPA Brasil, Antonio Augusto Silva, apresentar o documento ao presidente Lula e convencê-lo das vantagens do nosso País também se tornar um signatário.
- A assinatura do presidente seria uma sinalização forte de que o país está preocupado com o bem-estar dos animais e pode ter repercussões positivas até para a comércio internacional, ponderou Minc.
Antonio Augusto Silva (Diretor da WSPA Brasil), Ministro Carlos Minc (Ministério do Meio Ambiente) e Justine Holmes (WSPA Reino Unido) durante a assinatura ao apoio pela Declaração © Jefferson Rudy/MMA


– Com esse gesto, o Ministério do Meio Ambiente dá um sinal claro de que está preocupado com a proteção animal em escala global. É mais uma prova de que não é possível pensar na questão ambiental sem levar em conta o bem-estar dos animais – avalia Antonio Augusto, diretor da WSPA no Brasil.
O ministro Minc é mais um dos signatários que apoiam a Declaração, dentre outros governantes e membros de governo, como o Presidente da Costa Rica e Prêmio Nobel da Paz, Oscar Arias, o Ministro do Meio Ambiente e das Florestas da Índia, dentre outros.
Brasil: o segundo maior apoiador

Assinatura de manifesto pela criação de acordo entre povos e nações que visa ao reconhecimento dos animais como seres sencientes.© Jefferson Rudy/MMA
O apoio do MMA está em sintonia com a opinião dos brasileiros, uma vez que o Brasil é o segundo país com maior número de participantes do abaixo-assinado pela Declaração: mais de 232 mil, perdendo apenas para os Estados Unidos, que têm mais de 327 mil.
Por parte do público, em breve o abaixo-assinado irá alcançar o impressionante número de 2 milhões de participantes no mundo todo. Trata-se de um forte indício de que o bem-estar animal é uma preocupação mundial e, como tal, precisa ser considerado pelos governos das nações.
Resta agora ampliar cada vez mais o apoio político internacional de forma a fortalecer a criação de um texto pela proteção animal para votação no Plenário da ONU, que seja consenso entre os países membros das Nações Unidas.
Ministérios que estão apoiando a Declaração:
Austrália: Ministério da Agricultura
Barein: Ministério da Agricultura
Bolívia: Vice-Ministro de Biodiversidade, Florestas e Meio Ambiente
Brasil: Ministério do Meio Ambiente
Chile: Ministério do Meio Ambiente
Colômbia: Ministério do Meio Ambiente / Ministério da Agricultura / Ministério das Relações Exteriores / Senado
Costa Rica: Ministério do Meio Ambiente / Ministério da Agricultura / Ministério da Educação
Croácia: Ministério da Agricultura
Malásia: Ministério da Agricultura
Noruega: Ministério da Agricultura
Filipinas: Ministério da Agricultura
Sérvia: Ministério da Agricultura
Tanzânia: Ministério de Desenvolvimento Pecuário
Tailândia: Departamento de Desenvolvimento Pecuário, Agricultura e Cooperativas
Tajidquistão: Ministério do Meio Ambiente
Países que já deram total apoio à Declaração: Todos os 27 países-membros da União Europeia, Suiça, Camboja, Fiji, Nova Zelândia, Palau e Seychelles.
Assine a Declaração Universal de Bem-Estar Animal - DUBEA
A WSPA - Sociedade Mundial de Proteção Animal lançou, em junho de 2006, um importante documento para estabelecer critérios uniformes para a proteção dos animais em todo o mundo: a Declaração Universal de Bem-Estar Animal – DUBEA. Um acordo que estabelece diretrizes básicas de bem-estar, reconhecendo os animais como seres sencientes (que têm sentimentos) e sua proteção como importante meta para o pleno desenvolvimento social das nações.
Clique no link ao lado e assine a Declaração: http://www.dubeabrasil.org/

MODA: A BitCão lança Mochilas Caninas


A BitCão está sempre preocupada em melhorar o convívio dos donos com os peludos. Temos brinquedos especiais para distrair e ocupar a cabeça dos cães quando eles precisam ficar sozinhos, temos coleiras e guias diferenciadas para facilitar a caminhada daqueles que puxam e arrastam seus donos e agora temos também as Mochilas Caninas para deixar seu peludo ainda mais orgulhoso por estar carregando as próprias coisas e as coisas do seu dono. Com a Mochila o cão entende que está finalmente fazendo um trabalho importante, ele chama a atenção das pessoas que passam no caminho e se sente valorizado e apreciado. Ele entende que esta ganhando atenção extra e isso é muito importante no estimulo psicológico do peludo. Sem falar que com um pequeno aumento na carga que ele carrega com a mochila o exerício físico se torna muito mais eficiente com menos tempo necessário.
Uma mochila ajuda a gastar a energia de um cachorroVeja todos os benefícios que uma Mochila para Cachorro pode trazer para o seu cachorro clicando aqui.

CACHORRO CANSADO é CACHORRO FELIZ

Ah que vida boa meu cachorro tem. Ele tem cama, ele tem comida, ele tem casa, ele tem um dono maravilhoso como eu... será????

O nosso lema sempre foi "cachorro cansado é cachorro feliz". Claro que quando falamos de cachorro cansado estamos nos referindo a cansados física e mentalmente, de forma sadia, e não cansados de não fazer nada, cansados de ficar sozinho o dia todo, cansados dos mesmos brinquedos e passeios corridos e irregulares.
Um cachorro entediado, sozinho e acorrentado. Ele é feliz?
Se o seu cachorro estiver sendo exercitado e estimulado na medida certa, pode acreditar que você também será um dono feliz e muito mais satisfeito com a relação com o peludo.

Exercícios físicos trazem uma série de benefícios para nós e para nossos amigos de quatro patas: previne obesidade, deixa os músculos mais tonificados, fortes e bem definidos, aumenta a capacidade cardiovascular e respiratória, melhora a qualidade do sono, diminui as chances de doenças como certos tipos de câncer, melhora o humor, ajuda a relaxar e diminui estresse e ansiedade, fortalece os ossos e ainda ajuda a conhecer novas pessoas e fazer novos amigos, humanos e caninos. Não é pouca coisa e isso nem é o começo!

PUXA, NADA PARA FAZER....
A consequência desta falta de atividade física e mental são os comportamentos destrutivos, o excesso de latidos e choros, as lambeduras compulsivas, o comportamento agitado e inquieto perto das pessoas, a falta de higiene (sim, falta de exercício tem impacto até a higiene do peludo), comportamento antisocial com outros cães e outras pessoas, agressividade, obesidade, diabetes, doenças degenerativas das articulações... Está até parecendo aquela música que só fala de doenças, não é mesmo? Mas estas consequências são reais e quase uma certeza absoluta para nossos amigões sedentários e solitários.
A verdade é que a grande maioria dos cães não é exercitada regularmente e não recebe o tanto de atenção que precisam para se sentirem felizes. Costumamos ouvir dos donos que eles saem muito cedo para trabalhar e voltam muito tarde. Tem muitas obrigações e não conseguem ter tempo nem para eles mesmos. O cachorro acaba saindo uma vez por dia, rapidinho, para fazer um xixi e um cocô. Quando sai!
Os peludos costumam ficar o dia todo sozinhos, sem nada para fazer, sem ninguém para educá-los. Mesmo os que moram em casas com quintal se distraem muito pouco pois, se não forem motivados e orientados, os peludos vão ficar o dia todo deitados num canto, esperando uma oportunidade real de ação.

"Como eu passei o dia inteiro sozinho eu encontrei uns brinquedos bacanas!"
Os exercícios são tão importantes para nossos amigos de quatro patas quanto são para nós. Nossos cães são pequenas máquinas de trabalho, criados para caçar, farejar, exterminar roedores, fazer patrulhas e guardar nossa propriedade, correr, nadar... Até aqueles criados para ficar essencialmente no nosso colo, nos fazendo companhia, precisam de um pouquinho de exercício físico, bastante exercício mental, e toneladas de companhia humana.
Como os humanos os cachorros também ficam obesos quando pouco exercitados
Os peludos são animais progamados geneticamente para viver em comunidade, servir ao ser humano, trabalhar para conquistar sua comida. As facilidades da vida moderna e urbana não ajudam em nada a saúde deles. Então vamos supor que esse artigo conseguiu chamar a sua atenção e deixou seu coração comovido o suficiente para querer mudar a sua vida e a de seu peludo!!!!!

O que e como podemos fazer para tornar a atividade física mais fácil, segura e produtiva para você e seus peludos????? Por onde começar???

Passear faz bem para o dono e para o cachorro

Pra começar é preciso dar uma passada no veterinário. Não custa nada fazer um pequeno checkup no cachorrão e ficar com a consciencia tranquila de que ele pode começar um programa de exercícios. Filhotes, cadelas grávidas, cachorrros com mais de 7 anos, peludos que saíram recentemente de uma doença e cachorros obesos ou com problemas nas articulações merecem cuidados especiais e não é bom pegar pesado com eles.
Se o seu cachorro tem displasia coxo-femural (infelizmente uma condição muito comum nos peludos de raça de grande porte como Labradores, Golden, Rottweilers, Pastores Alemães, entre outros) converse com o veterinário para estabelecer um programa específico de exercícios para seu amigão. Ao contrário do que muitos pensam estes peludos precisam de exercícios regulares também, principalmente para fortalecer a musculatura e assim proteger as articulações e diminuir a dor e o desconforto que eles normalmente sentem, além é claro, de manter controle sobre o peso.

Cachorros gordinhos sofrem muito mais desgaste nas articulações do que os magros. Nunca exercite seu cão logo depois dele se alimentar. Sempre espere algumas horas antes de colocar seu cão para correr para evitar o risco de ele ter uma torção gástrica. Aproveite para conversar com o seu veterinário a este respeito quando for fazer a consulta.
Um cachorro gordo e entediadoSe o seu peludo está entre as raças que precisam usar focinheiras para ir à rua, use somente aquelas que permitem que ele abra a boca para fazer a troca de calor, nunca as que fecham o focinho.

Nunca force seu cão a andar "só mais um pouquinho" quando ele demonstra sinais de cansaço e desconforto. Espere alguns minutos até ele se recuperar, ofereça um pouquinho de água e volte para casa. É importante ir condicionando-o fisicamente aos poucos. Sempre que voltar do passeio verifique as unhas e as patinhas para ver se não estão esfoladas, cortadas, ou sangrando.


E quanto exercício é o bastante?
Como saber se estamos forçando demais ou nossos peludos estão sendo pouco exercitados?
Na verdade não existe uma regra, uma fórmula científica, que estabeleça qual é a quantidade ideal de exercício para os cães. Depende muito da raça, do porte, do estado geral de saúde e da idade do seu amigo.
Cachorros adolescentes e adultos jovens normalmente precisam gastar muito mais energia do que os filhotinhos (de até 4 meses) e os peludos velhinhos. Um Poodle de 1 ano e meio vai precisar de mais exercícios do que um Pastor Alemão de 6 anos. De modo geral sair só uma vez por dia é muito pouco para qualquer cão. Duas, ou três vezes seria muito melhor e se os passeios somados derem, pelo menos, uma hora já estamos chegando perto de algo razoável.


Um Beagle andando solto mas com a segurança da Guia Longa
O importante também é a gente não enrolar a semana toda e tentar compensar tudo nos fins de semana. Esportistas de fim de semana sabem que este tipo de esforço só serve para deixar a gente moído e cheio de lesões.
Procure reservar uma parte do dia para jogar bolinha, correr atrás dele e brincar mais intensamente com seu peludo. Nem que seja por meros 20 minutos. Se houver um lugar seguro para você deixar que ele corra livremente, sem coleiras nem guias (MAS ATENÇÃO PARA QUE SEJA UM LOCAL REALMENTE SEGURO), então seu cão vai poder experimentar um pedacinho do paraíso.


Mais cães felizes brincando e se exercitando


Tome cuidado para não forçar muito seu cachorro de um dia para o outro. Os sinais mais claros de que você está indo além da capacidade dele é o cachorro não querer sair, parar no meio do caminho, se jogar no chão e não querer andar mais. Patas esfoladas ou rachadas também são indicativos de que seu peludo andou mais do que deveria e, é claro, o clássico corpo dolorido no dia seguinte.
Se você chegar em casa e seu cão ainda estiver cheio de energia e vontade de aprontar, sinto muito informar, mas é porque o exercício não foi suficiente. É importante ter paciência e condicionar os cães aos poucos, variar os exercícios e os locais dos passeios, escolher sempre os horários mais frescos do dia, ser consistente e tornar tudo sempre o mais divertido possível para vocês dois.
*
*
*
*
*
*

Mural:

Educação a Distância

DIAS FRIOS: Como manter a limpeza do seu bichinho de estimação

Acessórios e produtos específicos ajudam pets a enfrentar os dias mais frios

Roupinhas, caminhas, cobertores, produtos de higiene sem enxágue ou que aumentam a durabilidade dos banhos, são itens que não devem faltar na casa dos donos de cães e gatos durante o outono e o inverno

As temperaturas começaram a baixar e assim como os humanos os pets também sofrem com os dias gelados. Alguns cuidados básicos e uma lista de produtos e acessórios específicos para a temporada ajudam garantir a saúde e o bem-estar dos animais nos meses mais frios do ano. “Cada uma das espécies se prepara de maneira diferente para este período e os animais domésticos não passam por grandes transformações físicas para enfrentar o inverno, por isso precisam de cuidados redobrados”, pontua o médico veterinário responsável pelo portal petsupermarket.com.br, Márcio Waldman. “O ideal é que os proprietários se preparem com antecedência para estes dias e tenham em casa alguns itens fundamentais.”

Aumente a temperatura

A regra vale para todas as espécies, mesmo que os termômetros estejam nivelados por baixo mantenha seu bichinho aquecido. Animais que passam a maior parte do dia ou dormem em áreas externas precisam ter um refúgio garantido do vento e das chuvas, tão comuns nessa época do ano. “As casinhas e tocas são as melhores opções neste caso”, ressalta Waldman. “Existem modelos que se adaptam a todos os portes e raças de cães e gatos. Os materiais também variam, mas os modelos fabricados em plástico e que possuem o telhado removível são os mais fáceis de limpar.”

Para os pets que dormem dentro de casa ou em outras áreas fechadas, caminhas, colchonetes e edredons são suficientes para manter o calor mesmo durante a noite. “A dica neste caso é escolher um acessório no qual o animal possa se acomodar e se esticar sem deixar partes do corpo muito encolhidas ou para fora”, aconselha o médico veterinário. “Verificar se a resistência do material é condizente com a raça do pet também é outro fator importante. Lembre-se que os gatos arranham e que os cães mordem.”

As roupinhas, lenços e cachecóis também são recursos que podem ser utilizados para manter o calor, principalmente em cães e gatos de pelagem curta. “Para que as roupas não se tornem um grande incômodo para os animais é preciso escolher uma numeração que se ajuste ao bicho de maneira confortável. Roupas apertadas sufocam e irritam os pets e as largas podem atrapalhar os movimentos”, ensina. “Os cães de grande porte e os gatos costumam ser mais intolerantes a esses acessórios, o melhor é fazer com que eles se adaptem gradualmente à roupa, supervisionando o uso nos primeiros dias para que o animal não se machuque tentando se livrar do vestuário.”

Limpinhos sem sofrer


Prazeroso nos dias de calor intenso, os banhos podem se tornar um momento de sofrimento durante o inverno. Reduzir o número de lavagens e intercalar com seções de limpeza com produtos sem enxágue ajuda a manter o animal higienizado e cheiroso. “Hoje existem vários itens desta categoria no mercado. São loções e géis que contém substâncias capazes de fazer uma limpeza superficial em cães e gatos em qualquer faixa etária”, explica Waldman. “A maioria destes produtos funciona melhor em cães de pelagem curta. Para aumentar ainda mais o conforto do animal, procure fazer a aplicação em ambientes protegidos do vento e do frio”.

Para cães e gatos de pelo longo – como os Lhasa Apsos, Yorkshires e os Persas e Himalaios – o ideal é recorrer a recursos que possam conservar o banho por mais tempo. “Escovar o animal com frequência e fazer a limpeza da região dos olhos e ouvidos regularmente são atitudes que ajudam a manter o animal higienizado no intervalo entre os banhos”, sugere. “Outra dica é utilizar produtos que retiram os odores presentes no pelo do animal, mas neste caso é preciso estar atento porque existem no mercado sprays anti-odor para serem aplicados no ambiente e no animal.”

Escolher os dias mais quentes para fazer a limpeza do animal – seja em casa ou no pet shop – usar água morna e secar o bicho com secador também são atitudes que garantem a saúde e o bem-estar dos pets.

Saiba mais
A loja virtual petsupermarket.com.br foi pioneira em explorar a comodidade do sistema de compras on-line no segmento de produtos para pets. Está no ar desde 1999 e comercializa atualmente mais de 17 mil produtos separados por categorias como: alimentação; acessórios; brinquedos; higiene e beleza; medicamentos; produtos para proprietários, etc. É importadora exclusiva no Brasil da linha Doggie Blockers de segurança veicular (www.doggieblockers.com.br) e de outros produtos que são tendência em todo o mundo (www.petproducts.com.br). Ágil e de fácil navegabilidade, o portal contabiliza seis mil acessos diários e possui um cadastro com 85 mil clientes.

Serviço:
Pet Supermarket - www.petsupermarket.com.br
Doggie Blockers - www.doggieblockers.com.br
Pet Products - www.petproducts.com.br
Televendas - 11 3331-0123 / 3331-1187

*
*
*
*
*
Mural:

Educação a Distância

A VIDA SECRETA DOS GATOS





















*
*
*
*
*
Mural:

Educação a Distância

SOFÁ FASHION PARA PETS

Agora é a vez dos pets desfrutarem de um espaço só deles na hora do descanso. Com o Sofá de Pelúcia, feito de madeira e revestido com tecido aveludado, cães e gatos não precisam mais ficar limitados ao cantinho da cama ou sofá de seus proprietários quando quiserem conforto. Criado especialmente para pets, que sempre procuram abrigo nos móveis mais aconchegantes da casa, é ideal para mantê-los por perto e ao mesmo tempo protegidos da friagem durante o sono. Luxuoso e com estampas que agradam os olhares mais exigentes, pode ser colocado em qualquer ambiente da casa sem alterar a harmonia estética do local.

Serviço
Sofá de pelúcia
Dimensão: 60cm de largura x 45 cm de profundidade x 15 cm de altura
Encontrado em: www.petsupermarket.com.br
Preço Médio – R$ 177

quinta-feira, 11 de junho de 2009

ONGs se juntam para propor tratado sobre mudanças climáticas

Especialistas em mudanças climáticas de organizações não governamentais de todo o mundo apresentaram em 08/06 em Bonn (Alemanha) um tratado para servir de referência jurídica ao acordo climático global que será firmado em Copenhagen no final do ano.
O documento mostra como as principais diferenças entre países pobres e ricos podem ser superadas no novo acordo.
O "Tratado do Clima de Copenhagen" tem 160 páginas e é o resultado de mais de um ano de trabalho de alguns dos mais experientes especialistas sobre assunto. O documento que será distribuído aos negociadores dos 192 países reunidos na Alemanha (Bonn) conta com um texto jurídico completo que abrange os principais elementos necessários para fornecer ao mundo um acordo justo com metas ambiciosas que mantenham as mudanças climáticas abaixo dos níveis aceitáveis identificados pela maioria dos cientistas.
"Esta é a primeira vez na história que uma coalizão de grupos da sociedade civil dá um passo tão importante como esse. Juntos, produzimos o documento jurídico mais coerente até agora, mostrando soluções equilibradas e possíveis, baseadas na equidade e na ciência", disse Kim Carstensen, líder da Iniciativa Global de Mudanças Climáticas da Rede WWF.
O documento descreve o caminho que o mundo deve percorrer para evitar uma mudança climática catastrófica. Reconhece que o aumento médio da temperatura global deve ser mantido bem abaixo dos 2 graus Celsius e estabelece um limite máximo global sobre as emissões. O tratado explica com detalhes como os países industrializados e em desenvolvimento podem contribuir para a segurança do planeta e seus habitantes, de acordo com suas possibilidades e responsabilidades. O documento mostra ainda como os mais pobres e mais vulneráveis podem ser protegidos e compensados.
"O que está no centro deste Tratado é a sustentabilidade do planeta, o modelo de desenvolvido econômico vigente e a vida de milhões de pessoas que sofrerão os impactos das mudanças climáticas e que poderão pagar com suas vidas pela falta de compromisso dos líderes mundiais", disse o coordenador da campanha de clima do Greenpeace Brasil, Marcelo Furtado, diretor executivo do Greenpeace. "Esse Tratado é exatamente o acordo que o mundo está esperando. O Brasil poderia liderar esse movimento, se comprometendo inclusive com meta de redução de emissões de 40%", afirmou.
Adaptação é outro componente essencial do Tratado, o capítulo dedicado ao tema inclui apoio financeiro, seguro e um processo que visa a compensação para os países mais vulneráveis.
"Ajuda para os pobres e vulneráveis lidarem com os impactos inevitáveis do clima é crucial. Sem um acordo forte e eficaz, em Copenhagen, em um futuro bem próximo nós teremos que destinar mais recursos para guerras por recursos naturais e para os refugiados do clima", disse Wael Hmaidan, da ONG IndyACT.
O Tratado propõe um acordo jurídico constituído composto por três partes: Protocolo de Kyoto atualizado, para reforçar as obrigações dos países industrializados; um novo Protocolo de Copenhagen que exija um compromisso jurídico dos Estados unidos e aponte caminhos para de uma economia de baixo carbono nos países em desenvolvimento, apoiados pelos países desenvolvidos; um conjunto de decisões que estabeleça as bases de negociações para os próximos três anos.
O Tratado do Clima de Copenhagen foi proposto pelo Greenpeace, WWF, IndyACT - a Liga independente dos Ativistas, Germanwatch, Fundação David Suzuki, Centro de Ecológia Nacional da Ucrânia e especialistas independentes de todo o mundo.
O Tratado do Clima de Copenhagen inclui:
. Emissões de gases com efeito de estufa (excluindo-se aqueles controlados pelo Protocolo de Montreal) em 2020 inferiores a 36,1 Gt CO2e, com base nos níveis de 1990. Redução das emissões para 7.2 Gt CO2e em 2050, o quem outras palavras significa corte de 80% em relação a 1990.
A criação de uma nova instituição para gerir os processos de redução das emissões, adaptação e proteção florestal do novo tratado global de clima.
Recomendação de ação de longo prazo tanto para os países desenvolvidos (Zero Carbono Planos de Ação, ZCAPs) como para os países em desenvolvimento (com baixas emissões de carbono nos Planos de Ação LCAPs).
Metas obrigatórias para novos países industrializados (NICs), como Singapura, Coréia do Sul e da Arábia Saudita, de acordo com as responsabilidades comuns, porém diferenciadas e das respectivas capacidades.
*
*
*
*
*
Mural:




ENTIDADES DE DEFESA AOS ANIMAIS NO BRASIL

ALAGOAS

Núcleo de Educação Ambiental Francisco de Assis (NEAFA)
Rua dos Bandeirantes, 504, Farol Maceió, Alagoas, Brasil CEP: 57051-120
Telefone: +55 - 82 3221-0193
Email: contato@neafa.com.br
Web: http://www.neafa.org.br/

AMAPÁ
Projeto Vira-Lata
Rodovia JK, Residencial San Marino, Quadra 1, Casa 3, Jardim Equatorial Macapá, Amapá, Brasil
Telefone: +55 - 96 3244-1426
Email: edmirvictor@uol.com.br
Web: http://www.projetoviralata.com/

AMAZONAS
Associação Amigos do Peixe-Boi (AMPA)
Rua Jaú, no. 19, Vila de Balbina Presidente Figueiredo, Amazonas, Brasil CEP: 69736-000 Telefone: +55 - 92 3643-3183 Fax: +55 - 92 3647-1907
Email: contato@ampa.org.br
Web: http://www.ampa.org.br/

Grupo de Proteção Animal (GPA)
Rua K, Quadra 29 no. 6, Conjunto Canarana, Cidade Nova Manaus, AM, Brasil CEP: 69097-200 Telefone: +55 - 92 3223-9140 Fax:+55 - 92 3633-0583
Email: lcachorreiros@gmail.com
Web: http://www.gpamanaus.org/

BAHIA
Associação Brasileira Protetora dos Animais (ABPA)
Rua Marques de Olinda, no. 160, Paripe Salvador, Bahia, Brasil Telefone: +55 - 71 3408-3181 Email: contato@abpabahia.org.br
Web: http://www.abpabahia.org.br/

Instituto Arca de Noé - Proteção aos Animais e Preservação do Meio Ambiente
Alameda Gênova, no. 153, Pituba Salvador, Bahia, Brasil CEP:41830-470
Telefone: +55 - 71 3359-3615 Fax:+55 - 71 335- 0658
Email: arcadenoe_ba@yahoo.com.br

Programa Célula Mãe
Estrada do Coqueiro Grande, no. 196, sl 101, Cajazeiras Salvador, Bahia, Brasil CEP: 41340-050 Telefone: +55 - 71 9969-4932
Email: programa.celulamae@yahoo.com.br
Web: http://www.celulamae.org/

CEARÁ
Águas de Março
Rua Luiz Silva, no. 469, Centro de Pacajus Pacajus, Ceará, Brasil CEP: 60871-170 Telefone: +55 - 85 8872-4484 Fax: +55 - 85 3276-3035
Email: livefree102@hotmail.com

União Internacional de Proteção Animal - Fortaleza (UIPA)
Rua Francisco Holanda, no. 590, Dionísio Torres Fortaleza, Ceará, Brasil CEP: 60130-040 Telefone: +55 - 85 3261-3330 Fax: +55 - 85 3216-1634
Email: guezaleitao@bol.com.br
Site http://www.uipace.org.br/

DISTRITO FEDERAL
Associação Orion Saint-Germain de Proteção Animal e Ambiental
Sqn, nº. 313, Bloco D, Apt 107, Asa Norte Sobradinho, Distrito Federal, Brasil CEP: 70766-040 Telefone: +55 - 61 9176-6368
Email: andrea.tem@uol.com.br
Site: http://www.asosg.org/

ProAnima - Associação Protetora dos Animais do Distrito Federal
Rua SHCN CL 214, Bloco C, Loja 56, Subsolo, Asa Norte Distrito Federal, Brasília, Brasil CEP: 70873-530 Telefone: +55 - 61 3032-3583
Email: proanima@proanima.org.br
Web: http://www.proanima.org.br/

GOIÁS
Associação de Inclusão e Proteção Animal para a Interação Social Saudável (AIPAISS)
Rua Getulino Artiaga nº. 35, Setor Nova Vila, Caixa Postal 06 Pires do Rio, Goiás, Brasil CEP: 75200-000 Telefone: +55 - 64 3461-3058
Email: mangelapm@hotmail.com

MARANHÃO
Associação Maranhense em Defesa dos Animais (AMADA)
Rua Domicio da Gama, no. 37, Coréia de Baixo São Luiz, Maranhão, Brasil Telefone: +55 - 98 3222-7546
Email: ilmacerveira@gmail.com
Web: http://www.amadaslz.com.br/
Blog: http://amadaslz.blogspot.com/

MATO GROSSO DO SUL
Sociedade de Proteção e Bem-Estar Animal Abrigo dos Bichos
Avenida Mato Grosso, no. 942, Sala 12, Centro Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil CEP: 79002-232 Telefone: +55 - 67 8406-2288 (denúncia 24h)
Email: abrigodosbichos@top.com.br
Web: http://www.abrigodosbichos.com.br/

MINAS GERAIS
Associação Sandumonense de Proteção aos Animais (ASPA)
Rua Luiz Cunha, nº. 146, Sala 101, Centro Santos Dumont, Minas Gerais, Brasil CEP: 36240-000 Telefone: +55 - 32 3251-2685 Fax: +55 - 32 3251-4665
Email: aspa@aspa-sd.org
Site: http://www.aspa-sd.org/

Associação Sabarense Protetora de Animais (ASPAN)
Rua Clemente Faria, nº. 87, Centro Sabará, Minas Gerais, Brasil CEP: 34505-370 Telefone: +55 - 31 3671-1120
Email: aspasabara@yahoo.com.br
Site: http://www.animaisdesabara.com.br/

Associação Bichos Gerais
Rua Pitangui, nº. 3556, Horto Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil CEP: 31035-570 Telefone: +55 - 31 3481-1968
Email: bichosgerais@bichosgerais.org.br
Web: http://www.bichosgerais.org.br/

Associação Cão Viver em Defesa dos Animais
Rua Primeiro de Maio, nº. 165, Braúnas Contagem, Minas Gerais, Brasil CEP: 30185-340 Telefone: +55 - 31 3397-8560 Fax: +55 - 31 3354-1552
Email: caoviver@yahoo.com.br
Web: http://www.caoviver.com.br/

Instituto Vida Animal
Avenida Coronel Prates, nº. 106, Centro Montes Claros, Minas Gerais, Brasil CEP: 39400-104 Telefone: +55 - 38 3221-3476
Email: institutovidaanimal@gmail.com

Instituto de Sustentabilidade para Biodiversidade (ISBI)
Rua Cruzeiro do Sul, nº. 259, Monte Verde Camanducaia, Minas Gerais, Brasil Telefone: +55 - 35 3438-1881
Email: isbi_instituto@yahoo.com.br
Web: http://www.isbi.org.br/

Núcleo Fauna de Defesa Animal
Rua Professor Navantino Alves, nº.87, Jardim dos Pirineus Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil CEP: 30285-650 Telefone: +55 - 31 3483-3584 Fax: +55 - 31 3555-1200
Email: defensordosanimais@yahoo.com.br

Sociedade Focinho Carente
Rua Coronel Benjamin Guimarães, nº. 932 Oliveira, Minas Gerais, Brasil CEP: 35540-000 Telefone: +55 - 37 3331-5123
Email: cida.sousa@gmail.com
Web: www.vertentes.com.br/focinhocarente

Sociedade Protetora dos Animais - VIDANIMAL
Avenida Queiroz Junior, nº. 1396, Centro Itabirito, Minas Gerais, Brasil Telefone: +55 - 31 3561-2981 CEP: 35450-000
Email: vidanimalitabirito@gmail.com

Sociedade Protetora dos Animais de Leopoldina (SOPA)
Rua João Neto, nº. 42, Centro Leopoldina, Minas Gerais, Brasil CEP: 36700-000
Telefone: +55 - 32 8887-4675
Email: simonesojun@hotmail.com

PARÁ
Instituto ASSCOMA – Defesa Animal e Educação Sócio Ambiental
Conjunto Julia Seffer, Rua 09, Casa 96, Águas Lindas Ananindeua, Pará, Brasil CEP: 67020-470 Telefone: +55 - 91 3265-4651
Email: asscoma@yahoo.com.br
Web: http://www.asscoma.org.br/

PARAÍBA
Associação de Proteção Animal Amigo Bicho (APAAB)
Rua Padre Meira, nº. 63, Ed. Nações Unidas, 1º andar, Sala 102, Centro João Pessoa, Paraíba, Brasil CEP: 58013-160 Telefone: +55 - 83 3042-0045
Email: amigobicho@hotmail.com
Web: http://www.apaab.org.br/
Blog: http://aloanimal.blog.terra.com.br/

PERNABUCO
Associação Amigos Defensores dos Animais e do Meio-Ambiente (AADAMA)
Rua Irene Gomes de Matos, nº. 97, Boa Viagem Recife, Pernambuco, Brasil CEP: 51011-530 Telefone: +55 - 81 3061-0071
Email: aadama@br.inter.net

Brala
Rua Carlos Laet de Lima, nº. 144, Aldeia Camaragibe, Pernambuco, Brasil CEP 54.792-992 Telefone: +55 - 81 3459-1405 Fax: +55 81 3361-2040
Email: brala_ong@yahoo.co.uk

Centro de Apoio a Projetos Especiais (CEAPES)
BR 232-Km 186, Bairro Santo Antônio (ao lado do Posto Texaco) Belo Jardim, Pernambuco, Brasil Telefone: +55 - 81 3726-2771
Email: ceapes@yahoo.com.br

Gato Feliz e Cia (Associação em Proteção Animal)
Rua Maria Rita Barradas, nº. 235, Apt 601, Piedade Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, Brasil CEP: 54410-320 Telefone: +55 - 81 9978-9704
Email: gatofelizecia@yahoo.com.br

SOS Quatro Patas & Cia
Rua Uriel de Holanda, nº. 1216, Linha do Tiro Recife, Pernambuco, Brasil CEP: 52131-150 Telefone: +55 - 81 3451-3864
Email: sosquatropatasecia@gmail.com
Blog: http://sos4patasecia.blogspot.com/

PIAUÍ
Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais (APIPA)
Avenida Homero Castelo Branco, nº. 2601 , Leste, Iningá Teresina, Piauí, Brasil CEP: 64056-170 Telefone: +55 - 86 8846-4020
Email: apipa10@gmail.com
Blog: www.meionorte.com/apipa

PARANÁ
Associação Arca de Noé de Proteção aos Animais (ANOÉ)
Avenida JK de Oliveira, nº. 140, Centro Matinhos, Paraná, Brasil CEP: 83260-000 Telefone: +55 - 41 3453-6502
Email: anoe@onda.com.br

RIO DE JANEIRO
'Abra/Solte' - Associação Brasileira de Solidariedade à Libertação Total dos Pássaros Engaiolados
Rodovia Amaral Peixoto, nº. 350, Apt. 101, Vila Capri Araruama, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 28970-000 Telefone: +55 - 22 267-34990
Amigos de Francisco – Grupo de Auxílio aos Animais Carentes
Miguel Pereira, Rio de Janeiro, Brasil Telefone: +55 - 24 2484-4610
Email: amigosdefrancisco.2004@gmail.com

AnimaVida
Estrada do Ribeirão Grande, nº. 1100, casa 1, Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 25740-240 Telefone: +55 - 24 2222-2085 Fax: +55 - 24 2222-2085
Email: animavida@globo.com
Web: http://www.animavida.org/

Companhia dos Bichos e da Natureza (COMBINA)
Rua José Eugênio Muller, nº. 36, Centro Nova Friburgo, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 28610-010 Fax: +55 - 22 2523-9295
Email: combina@combina.org.br
Web: http://www.combina.org.br/

Defensores dos Animais
Rua Doutor Manoel Cotrim, nº. 61, Riachuelo Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 20961-040 Telefone: +55 - 21 2582-6646 Fax: +55 - 21 2425-8211
Email: defens.animais@uol.com.br
Web: http://www.defensoresdosanimais.org.br/

Grupo de Assistência e Proteção aos Animais Itaipava (GAPA)
Rua 20 (Andorinhas), Casa 151, Condomínio Vale do Bonsucesso, Itaipava Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 25725-580 Telefone: +55 - 21 2221-8628
Email: carlosecpereira@gapaitaipava.com.br
Web: http://www.gapaitaipava.com.br/
Blog: http://blogapaitaipava.blogspot.com/

Instituto ECOMAMA
Rua Visconde do Rio Branco, nº. 869, São Domingos Niterói, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 24020-006 Telefone:+55 – 21 2707-3505 Fax:+55 - 21 2707-3532
Email: ecomama@ecomama.org.br
Web: http://www.ecomama.org.br/

Instituto Zofia - Proteção Animal e Preservação Ambiental
CAIXA POSTAL 113 936 Maricá, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 24900-000 Telefone:+55 - 21 3731-4853
Email: moira@marica.com.br
Site: www.marica.com.br/zofia

Movimento Pelo Bicho (MPB)
Rua Monsenhor Jacarandá (antiga 83), Quadra 97, Lote 21 Residencial Fazendinha, Piratininga, Niterói, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 24355-380 Telefone: +55 - 21 2709-7715 Fax: +55 - 21 3021-1998 Email: stella.mop@terra.com.br
Nextlevel
Rua Triunfo, nº. 20, Santa Teresa Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 20240-320 Telefone: +55 - 21 9947-8270 Fax:+55 - 21 2295-2052
Email: fma@centroin.com.br

Sociedade Zoófila Educativa - Rio (SOZED)
Avenida Paulo de Frontin, nº. 499, Rio Comprido Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 20261-240 Telefone: +55 - 21 2273-8233 Fax: +55 - 21 2293-7087
Email: sozed_vet@yahoo.com.br
Web: http://sozed.wordpress.com/

SOS 4 Patas - Centro de Proteção de Defesa dos Animais
Avenida Projetada, nº. 578, Toyota II Resende, Rio de Janeiro, Brasil Telefone: +55 - 24 3360-8070 CEP: 27511-970
Email: sos4patas@bol.com.br
Web: http://www.sos4patas.org.br/

SOS Animal
Estrada Santa Rita, Sítio Santo Amaro S/N Teresópolis, Rio de Janeiro, Brasil Telefone: +55 - 21 2259-3316 Fax: +55 - 21 2529-8936
Email: gibsonjbb@yahoo.com.br

Sociedade Petropolitana de Proteção dos Animais - SPPA
Rua Montecaseros, nº. 368, Centro Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil CEP: 25680-004 Telefone: +55 24 2246-4691
E-mail: sppa@sppapetropolis.org.br
Web: http://www.sppapetropolis.org.br/

RIO GRANDE DO NORTE
Amimais - Amigo dos Animais
Avenida Capitão-Mor Gouveia, nº. 129, sl 1, Lagoa Nova Natal, Rio Grande do Norte, Brasil CEP: 59063-400 Telefone: +55 - 84 8808-5582
Email: amimais@amimais.org.br
Web: http://www.amimais.org.br/

RIO GRANDE DO SUL
AMOGA - Associação Montenegrina dos Guardiões dos Animais
Rua Capitão Cruz, nº. 1890, Centro Montenegro, Rio Grande do Sul, Brasil CEP: 95780-000 Telefone: +55 - 51 3632-9155
Email: jusenger@hotmail.com

Associação Amigo Bicho
Rua José Bonifácio, nº. 86, Rodrigues Passo Fundo, Rio Grande do Sul, Brasil CEP: 99010-100 Telefone: +55 - 54 3601-0888
Email: lourdessecorun@hotmail.com
Site: http://www.amigobichopf.blogspot.com/

Associação de Proteção ao Animal Abandonado de Viamão - SOS Vira-Latas
Rua dos Operários, nº. 132 Passo Fundo, Rio Grande do Sul, Brasil CEP: 94410-090 Telefone:+55 - 51 9902-1145
Email: sosviralatas@sosviralatas.com.br
Site: http://www.sosviralatas.com.br/
Blog: http://sosvira-latas.blogspot.com/

Clube de Amigos e Protetores dos Animais (CAPA)
Rua Antero Camargo, nº. 160, Planaltina Passo Fundo, Rio Grande do Sul, Brasil Telefone: +55 54 3311-6242
Email: capa@capapf.com.br
Web: http://www.capapf.com.br/

Clube Amigos dos Animais
Loteamento Cidade Jardim, Rua A, n°. 100, Nossa Senhora de Lurdes Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil CEP: 97060-230 Telefone: +55 - 55 3222-3971
Email: mvmarlene@yahoo.com.br
Web: http://www.clubeamigosdosanimais.com.br/
Instituto de Amparo e Proteção aos Animais - Clube Quatro Patas (IAPA)
Rua Emilio Rabenschlag, n°. 207, Apto. 303, Cerro Alegre Alto Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil CEP: 96820-450 Telefone: +55 - 51 3711-1310 Email: neusa.goettert@yahoo.com.br
Web: http://www.clubequatropatas.com/

SANTA CATARINA
Associação Catarinense de Proteção aos Animais (ACAPRA)
Caixa Postal 347 Florianópolis, Santa Catarina, Brasil CEP: 88010-970 Telefone: +55 - 48 3024-1080
Email: helietemarly@hotmail.com

Associação Itajaiense de Proteção aos Animais - SOS ANIMAL (AIPRA)
Avenida Marcos Konder, n°. 1313, sl 03 Itajai, Santa Catarina, Brasil CEP: 88301-906 Telefone: +55 - 47 9975-6396
Email: lizalc@brturbo.com.br
Web: http://www.sosanimal.da.ru/

Associação Amigos do Mar (AMAR)
Estrada Geral da Praia do Ouvidor, n°. 1246, Condomínio Maranata Garopaba, Santa Catarina, Brasil CEP: 88495-000 Telefone: +55 - 48 3354-0682
Email: renato.schultz@terra.com

Associação Protetora de Animais de Blumenau (APRABLU)
Rua Klara Hering, nº. 76, Jardim Blumenau Blumenau, Santa Catarina, Brasil CEP: 89010-560 Telefone: +55 - 47 3336-2465
Email: aprablu@terra.com.br
Web: http://www.aprablu.com.br/

Amigos e Protetores dos Animais de Palhoça (APRAP)
Rua Amaro Ferreira de Macedo, s/n, Unidade Básica de Saúde Central Palhoça, Santa Catarina, Brasil CEP: 88130-280 Telefone: +55 - 48 8415-8845
Email: aprap.palhoca@gmail.comWeb: http://www.aprap.org.br/

Associação Fundo Vira-Lata de Garopaba
Rua Josina Amelia da Silveira, n°. 16, Centro Garopaba, Santa Catarina, Brasil CEP: 88495-000 Telefone: +55 - 48 9615-7781
Email: fundoviralata@gsurf.com.br

Instituto Ambiental Ecosul de Santa Catarina
Rua Douglas Seabra Levier, n°. 61, bloco A, sl. 204 Florianópolis, Santa Catarina, Brasil CEP: 88040-410 Telefone: +55 - 48 9959-4660 Fax: +55 - 48 3269-8645
Email: halemecosul@gmail.com
Web: http://www.ecosul.org.br/

Voluntários Amigos dos Bichos
Rua Itália, n°.755 E B, Presidente Médici Chapecó, Santa Catarina, Brasil CEP: 89806-165 Telefone:+55 - 49 3323-8759
Email: jobottin@hotmail.com

SERGIPE
Amigos dos Animais (AMA)
Avenida Maria Pastora, n°. 210, Bloco 07, Apto 204, Farolândia, Condomínio Morada Do Sol Aracajú, Sergipe, Brasil CEP: 49030-210 Telefone: +55 - 79 3248-6123
Email: anaamab@yahoo.com.br
Web: http://www.amigosdosanimais.com.br/

SÃO PAULO
Associação de Amparo aos Animais (AAA)
Rua Purus, n°. 475 Diadema, São Paulo, Brasil CEP: 09932-240 Telefone: +55 - 11 4094-2059 Email: a.a.animais.diadema@gmail.com
Web: http://www.associacaodeamparoaosanimais.org/

Abrigo Piccolina - Instituto de Ajuda aos Animais
Avenida Professora Danuzia di Santi, n°. 901, Ipiranga Avaré, São Paulo, Brasil CEP: 18701-144 Telefone: +55 - 14 3732-4154
Email: abrigopiccolina@uol.com.br
Web: http://www.abrigopiccolina.org.br/

Associação Mata Ciliar (AMC)
Avenida Emílio Antonon, n°. 1000, Chácara Aeroporto Jundiaí, São Paulo, Brasil CEP: 13212-010 Telefone: +55 - 11 4815-5777 Fax: +55 - 11 4815-7553
Email: adm@mataciliar.org.br
Web: http://www.mataciliar.org.br/

Associação Paulista de Auxílio aos Animais (APAA)
Rua Dragões da Independência, n°. 753 São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 02253-002 Telefone:+55 - 11 8220 2124
Email: apaa@apaa.com.br
Web: http://www.apaa.com.br/

Associação Protetora dos Animais de São Caetano do Sul (APASCS)
Rua Rio Grande do Sul, n°. 659, Santo Antônio São Caetano do Sul, São Paulo, Brasil CEP: 09510-021 Telefone: +55 - 11 4229-9004 Fax: +55 - 11 4229-4425
Email: apascs@apascs.org.br
Web: http://www.apascs.org.br/

Associação Protetora de Animais São Francisco de Assis (APASFA)
Rua Santo Elizeu, n°. 272, Vila Maria São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 02120-000 Telefone: +55 - 11 6954-1788
Email: bicholegal@ig.com.br
Web: http://www.apasfa.org/

Associação Companhia das Patas
Alameda Santana, n°. 80, Apto. 23, Pontal da Cruz São Sebastião, São Paulo, Brasil CEP: 11600-000 Telefone: +55 - 12 38621834
Email: snowhype@hotmail.com
Web: http://www.ciadaspatas.org.br/

Associação de Proteção Animal e Ambiental Tribuna Animal
Rua Basilio de Cunha, n°. 1115, cj .01 São Paulo, São Paulo, Brasil Telefone: +55 - 11 2915-0362 Email: info@tribunaanimal.org.br
Web: http://www.tribunaanimal.org.br/

Associação Grupo de Voluntários para a Valorização da Vida Animal
Rua Aristarco Nogueira, n°. 211, Jardim Merci Jundiaí, São Paulo, Brasil CEP: 13206-053 Telefone:+55 - 11 2816-2775
Email: grupovidaanimal@gmail.com
Web: http://www.grupovidaanimal.org.br/

Associação Mucky de Proteção aos Primatas
Cx. Postal 191, Rodovia Hilário Ferrari, nº. 10100 – Pedregulho Itú, São Paulo, Brasil CEP: 13300-970 Telefone: +55 - 11 4023-0143 Fax:+55 - 11 4555-1114
Email: projetomucky@projetomucky.com.br
Web: http://www.projetomucky.com.br/

Associação Protetora dos Animais Domésticos - Vira Lata é Dez
Rua dos Macunis, nº. 453, Alto de Pinheiros São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 05444-001 Telefone: +55 - 11 8142-0808 Fax: +55 - 11 3094-0594
Email: viralataedez@viralataedez.com.br
Web: http://www.viralataedez.com.br/

Associação Protetores do Amigo Bicho (PROAMBI)
Rua Dr. Rubião Meira, nº. 100, Vila São Pedro São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil CEP: 15091-160 Telefone: +55 - 17 9156-8336
Email: proambi@proambi.org.br
Web: http://www.proambi.org.br/

Associação Zoófila de Campos do Jordão
Rua Passagem da Neblina, nº. 285, Alto da Boa Vista Campos do Jordão, São Paulo, Brasil CEP: 12460-000 Telefone: +55 - 12 3662-3788 Fax: +55 - 12 3662-3788
Email: protecao.animal@terra.com.br

Associação Vida Animal de Ribeirão Preto (AVA)
Rua João Ramalho, nº. 179, Campos Elíseos, Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil CEP: 14085-040 Telefone: +55 - 16 3632-1054
Email: ava@ava.org.br
Web: http://www.ava.org.br/

Clube das Pulgas
Avenida Interlagos, nº. 871, bl 5, Apto. 104, Jardim Umuarama São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 04661-100
Web: http://www.clubedaspulgas.com.br/

Estimação – Sociedade de Proteção aos Animais
Rua Caropa, nº. 202, Vila Madalena São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 054477-000 Telefone:+55 - 11 3021-1459
Web: http://www.estimacao.org.br/

Projeto GAP - Grupo de Apoio aos Primatas
Praça Sales Júnior, nº. 541, Alto da Lapa São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 05083-070 Telefone: +55 - 11 5564-9598 Fax: +55 - 11 5564-9595
Email: projetogap@projetogap.org.br
Web: http://www.projetogap.org.br/

Instituto Técnico de Educação e Controle Animal (ITEC)
Alameda Porta D`Água, nº. 603 São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 06707-373 Telefone: +55 - 11 8496-2499
Email: rita@vps.fmvz.usp.br
Web: http://www.itecbr.org/

Instituto de Valorização da Vida Animal (IVVA)
Avenida Arlindo Joaquim de Lemos, nº. 693, Vila Lemos Campinas, São Paulo, Brasil CEP: 13100-450 Telefone: +55 - 19 8103-1558
Email: ivva-campinas@ivva-campinas.org.br
Web: http://www.ivva-campinas.org.br/

Pata Amiga
Rodovia Dom Pedro I, KM 118, Vila Nova Suíça Valinhos, São Paulo, Brasil CEP: 13273-300 Telefone: +55 - 19 7803-9200
Email: daniformaggio@hotmail.com
Web: http://www.pataamiga.com.br/

Projeto Focinhos Gelados
Travessa Afrânio do Amaral, nº. 7 Santo André, São Paulo, Brasil CEP: 09070-350 Telefone: +55 - 11 4991-8492 Fax: +55 - 11 4421-4844
Email: focinhosgelados@focinhosgelados.com.br
Web: http://www.focinhosgelados.com.br/

'Quintal de São Francisco' - Associação Beneficente de Proteção aos Animais
Avenida Lins de Vasconcelos, nº. 1667 São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 01537-001 Telefone: +55 - 11 2062-8263 Fax: +55 - 11 2215-8043
Email: quintalfrancisco@terra.com.br
Web: http://www.quintaldesaofrancisco.org.br/

Sociedade Zoofila Educativa - São Paulo (SOZED)
Rua Carlos Rath, nº. 122, Alto dos Pinheiros São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 05462-030 Telefone: +55 - 11 9299-3053 Fax: +55 - 11 3816-4905
Email: sozed@terra.com.br

SOS Fauna - Órgão de Defesa da Fauna e Flora Brasileira
Estrada Marcia Maria de Jesus, nº. 8900, Lote 03, Fazenda Alvorada Juquitiba, São Paulo, Brasil CEP: 06950-000 Telefone: +55 - 11 4683-9118
Email: sosfauna@sosfauna.org
Web: http://www.sosfauna.org/

Sociedade Piracicabana de Proteção aos Animais (SPPA)
Praça Jose Bonifácio, nº. 799, Edifício Kennedy, sl. 62, Centro Piracicaba, São Paulo, Brasil CEP: 13400-400 Telefone: +55 - 19 3438-2297
Email: sppapira@yahoo.com.br
Web: http://www.sppapira.org.br/

Territorio Selvagem
Rua Miragaia, nº. 122, Butantã São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 05511-020 Telefone: +55 - 11 3188-9933 Fax: +55 - 11 3101-9881
Email: territorioselvagem@uol.com.br
Web: http://www.territorioselvagem.org.br/

Turma do Abrigo
Rua Campos Salles, nº. 1460 Franca, São Paulo, Brasil CEP: 14400-710
Telefone:+55 - 16 9999-8757
Email: marina@santiago.med.br

União Internacional Protetora dos Animais - São Paulo (UIPA)
Avenida Presidente Castello Branco, nº. 3200, Canindé, Marginal do Tietê São Paulo, São Paulo, Brasil CEP: 03036-000
Telefone: +55 - 11 3313-5976 Fax: +55 - 11 3328-1462
Email: uipasp@uol.com.br
Web: http://www.uipasp.org.br/

União Protetora dos Animais (UPA)
Rua Sampaio Ferraz, nº. 39, sl 10, Cambuí Campinas, São Paulo, Brasil CEP: 13024-430 Telefone: +55 - 19 3295-1772 Fax: +55 - 19 3295-5482
Email: upanimais@upanimais.org.br
Web: http://www.upanimais.org.br/

União Sanjoanense de Proteção aos Animais (USPA)
Rua Benedito Araújo, nº. 562, Perpétuo Socorro São João da Boa Vista , São Paulo, Brasil CEP: 13870-000 Telefone:+55 - 19 3622-3344
Email: uspanimais@gmail.com
Web: http://www.uspa.org.br/

Associação Veterinários Sem Fronteiras (VSF)
Estrada Djalma Pinto Ribeiro, nº. 01, Engenho Itapecerica, São Paulo, Brasil
Telefone: +55 - 11 4667-8465
Email: vsfbrasil@bol.com.br
Web: http://www.drwerner.com.br/

Fonte: http://www.wspabrasil.org/

PRODUTO AJUDA A RECUPERAR E FORTALECER PELOS E PELE DOS PETS

Os cuidados com os animais de estimação vão muito além da higienização, devendo garantir a ingestão de nutrientes que darão mais saúde e qualidade de vida. Queda de pelos, pelagem quebradiça e opaca são sinais de que algo vai mal.

Uma pelagem bonita pressupõe a existência de um animal sadio, porém uma pelagem alterada pode ser significado de problemas nutricionais. Os cuidados com os pelos incluem, além de higienização e escovação adequadas, a ingestão de nutrientes e vitaminas, capazes de prevenir e combater problemas de queda de pelo, pelagem quebradiça ou opaca. “Normalmente, estes sinais são o alerta mais comum de que algo vai mal, podendo ser indicativos de uma dieta desequilibrada, de um estado de estresse ou mesmo de problemas mais graves, como dermatites ou infecções causadas por parasitas,” afirma a médica veterinária da Vetnil, Isabella Vincoletto. As situações consideradas fisiológicas são a troca sazonal de pelagem e a queda de pelos em decorrência da idade.

Uma das mais indicadas opções do mercado para a recuperação e fortalecimento dos pelos e da pele dos pets é o Pelo & Derme da Vetnil, que possui uma fórmula completa com ácidos graxos essenciais (Ômega 3 e Ômega 6), Vitaminas A e E e Biotina. O produto reúne os principais nutrientes necessários para garantir a diminuição da queda de pelos, o fortalecimento e a recuperação da pele e pelagem. Atuando como um suplemento nutricional, Pelo & Derme garante que cães e gatos tenham uma pelagem brilhante e forte.

Sempre atenta à saúde dos animais, a Vetnil, um dos maiores laboratórios veterinários do Brasil, é especializada em desenvolver fórmulas equilibradas, agregadas de alto investimento em pesquisa e tecnologia. Pelo & Derme é um dos produtos resultantes deste trabalho. Ele contém os principais ácidos graxos, essenciais à dieta dos animais, associados à Biotina, Zinco quelatado, Vitamina A e Vitamina E. “Os ácidos graxos da composição do Pelo & Dêrme auxiliam na manutenção das características naturais e da saúde da pelagem e pele, ” completa Isabella Vincoletto.

O produto está disponível em duas versões: Pelo & Derme 750, para animais de até 10 kg, e Pelo & Dêrme 1500, para animais acima de 10 Kg. Ambos apresentados em potes com 60 cápsulas. Mais informações no site www.vetnil.com ou no SAC 0800.109.197

Sobre a Vetnil
Fundada em 1994, a Vetnil está entre os cinco maiores laboratórios brasileiros de produtos veterinários e é líder no mercado nacional de eqüinos. A empresa é fabricante de suplementos alimentares voltados para garantir qualidade nutricional aos animais em várias condições, seja para qualidade de vida ou para melhora da performance de animais atletas. Entre seus produtos estão suplementos e medicamentos para pets (caninos, felinos, aves ornamentais, pássaros e roedores), avestruzes, bovinos, equinos, ovinos, caprinos e suínos. A Vetnil exporta produtos para mais de 30 países e produz 65 toneladas de produtos por mês.
*
*
*
*
*
*
Mural:

Educação a Distância