Assista nossos programas:

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

MAMÃE CHIMPANZÉ

Enquanto os que se dizem "seres humanos" atiram seus filhos pela janela, como aconteceu com a pequena Isabella Nardoni, ou enchem um corpinho pequeno de agulhas como o caso do garotinho de 2 anos que está sendo operado neste exato momento, os que são chamados de "animais irracionais" cuidam dos seus filhotes e até daqueles que não são seus, mas encontram-se indefesos, com amor e carinho. As fotos falam por si:











ACONTECEU EM CRICIUMA - SC

"Algum dia, em qualquer parte, em qualquer lugar e sem defesa alguma, te encontrarás contigo mesmo, e esta, somente esta, poderá ser a mais feliz ou a mais amarga de tuas horas" Pablo Neruda

domingo, 13 de dezembro de 2009

Alto índice de chuvas aumenta o risco de contaminação por leptospirose em animais de estimação

Cuidados como vacinar os cães podem evitar a proliferação da doença transmitida – entre outros – por meio da urina de ratos, que se mistura às águas de alagamentos e enchentes
Grave doença infecciosa, a Leptospirose é causada por uma bactéria chamada leptospira interrogans que contamina a maioria dos animais selvagens e domésticos e também aos humanos. Transmitida principalmente pelo contato com a urina dos ratos que se mistura à água, ao solo e até mesmo aos alimentos, a enfermidade tem o índice de casos aumentados no período de maior incidência chuvosa, enchentes e alagamentos. “Este período de chuvas pode elevar o número de casos da doença porque a leptospira, que é eliminada na urina dos animais doentes ou portadores, é bastante sensível ao sol e ambiente seco, mas sobrevive em ambientes úmidos e sem sol”, explica o diretor clínico do Hospital Veterinário Pet Care (SP), o médico veterinário Marcelo Quinzani. “Deste modo a água das chuvas ajuda na disseminação da bactéria que, quando entra em contato com mucosa ou pele com ferimentos, passa a contaminar um novo indivíduo”.

De acordo com a Secretária Municipal de Saúde de São Paulo, só na capital paulista ocorreram pelo menos 127 casos da doença no ano de 2008, entre eles, foram registradas 23 mortes. Apesar de não fazerem parte das estatísticas, os animais de companhia podem ser afetados pela doença e ainda se transmiti-la. “Os roedores são reservatório da doença, ou seja, possuem a leptospira, mas não ficam doentes. Eles se alimentam de restos de comida, rações ou mesmo de fezes de animais e podem deixar sua urina nestes locais favorecendo a contaminação dos animais de companhia”, alerta Quinzani. “O animal doente também passa a eliminar a bactéria pela urina. Assim, o contato com essa urina, água contaminada, utensílios contaminados ou sangue do animal doente pode transmitir a doença a humanos e a outros cães.”

O médico veterinário explica ainda que os primeiros sintomas da doença são: febre, depressão, perda do apetite, vômito, desidratação, mucosas congestas, icterícia, urina escura e dor renal ou muscular, esses dois últimos podem ser notados nos animais através da mudança de comportamento. “Na evolução da doença, observa-se insuficiência renal, insuficiência hepática, hemorragias, lesões na pele e hematomas pelo corpo, úlceras na boca e língua e, em casos raros, necrose na ponta da língua. Ocasionalmente observa-se aborto, meningite e a inflamação intra-ocular comprometendo total ou parcialmente a íris”, completa. Ao notar estes sintomas em cães e gatos, mesmo que eles não tenham tido contato com água de alagamento ou enchentes, é preciso procurar imediatamente um médico veterinário e isolar outros animais da casa. “Se o animal realmente estiver doente e não receber o tratamento adequado certamente virá á óbito”, diz. “Em caso de confirmação da doença, a família deve também procurar orientação com um infectologista sobre os cuidados e exames necessários para as pessoas que tiveram contato com esse animal.”

Para o diretor clínico do Pet Care as medidas preventivas são simples e incluem cuidados com a saúde, alimentação e com o ambiente em que o animal vive. A imunização anual ou semestral dos cães está no topo da lista de providencias a serem tomadas. “O mercado disponibiliza várias opções de vacina que incluem a proteção contra a doença, elas são conhecidas normalmente como V8 e V10. Além da Leptospirose, a primeira vacina previne a Cinomose, Hepatite infecciosa, Adenovirus 2, Parainfluenza, Parvovirose e Coronavirose e a segunda possui antígenos contra mais dois tipos de Leptospirose”, esclarece. “Alimentar o animal em horários determinados, não deixando a ração à vontade e retirando os restos depois que o animal terminar a refeição é outra dica importante, pois os restos de alimento atraem os roedores.” Lavar o ambiente dos cães com cloro; evitar acúmulo de lixo e restos de comida que atraem os roedores; não permitir o acúmulo de água parada ou ambientes úmidos e fechar buracos entre telhas e rodapés também são atitudes que auxiliam no controle de roedores.

Medicina Veterinária especializada
Fundado em 1990, o Hospital Veterinário Pet Care está situado no bairro do Morumbi, em São Paulo, funciona 24h e oferece a mais completa estrutura de atendimento clínico e cirúrgico, apoiado por diversos exames diagnósticos. Capitaneado por uma equipe clínica de inquestionável formação técnica – movida pela paixão aos animais de estimação – o Pet Care reúne serviços convencionais como consultas, vacinação, banho e tosa e pet shop, e especialidades como: acupuntura, fisioterapia, cardiologia, ortopedia, dermatologia odontologia, cirurgias, oncologia e homeopatia entre outras, para cães e gatos.

Serviço:
Hospital Veterinário Pet Care - 24h
Avenida Giovanni Gronchi, 3001 – Morumbi – São Paulo/SP
11 3743-2142
www.petcare.com.br
*
*
*
Publicidade
Preços e estoque por tempo limitado:

A BELA AMIZADE ENTRE UM MACACO E UM CÃO

AMIGOS PARA SEMPRE ...
Depois de perder os pais, este orangotango de três anos de idade estava tão deprimido que se recusava a comer e não respondia muito bem aos tratamentos e remédios.
Os veterinários achavam que ele iria se entregar à morte.
O velho cão foi encontrado perdido nos arredores do zoológico, e quando levado para dentro da sala de tratamento, encontrou o orangotango e os dois se tornaram amigos inseparáveis, desde então.
O orangotango encontrou uma nova razão para viver e se esforça ao máximo para fazer seu novo amigo acompanhá-lo em suas atividades.
Eles vivem no norte da Califórnia e a natação é o esporte favorito de ambos, embora Roscoe o (orangotango) ainda tenha um pouco de medo da água e precise da ajuda do amigo para atravessar a nado.
Eles passam o tempo todo juntos e podemos ver, pelos sorrisos e risadas, o quanto são felizes.
Juntos descobriram o lado engraçado da vida e o valor da amizade.
Encontraram mais do que um ombro amigo para debruçar.
E viva a AMIZADE!





























*
*
*
Publicidade
Preços e estoque limitado

domingo, 25 de outubro de 2009

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA CURSOS NA ÁREA DE BIOLOGIA


O Acqua Mundo, maior aquário da América do Sul, desenvolve, durante janeiro de 2010, três cursos direcionados a ecologia e vida marinha. As oportunidades são para estudantes e profissionais de Biologia e também para interessados em ações ambientais.

No primeiro curso "Educação Ambiental", que acontece de 11 a 16 de janeiro, os participantes têm a oportunidade de acompanhar e praticar as atividades desenvolvidas pelo setor de Educação Ambiental do aquário, assim como interagir com o público visitante. São oferecidas cinco vagas.

Já de 18 a 22, acontece o "Manejo de animais em cativeiro", para estudantes ou profissionais da área de Biologia. Na ocasião, por meio de aulas práticas e teóricas, será possível entender o funcionamento dos diversos subsetores do manejo, como limpeza de recintos, alimentação, prevenção e doenças mais freqüentes, entre outras atividades. O aquário disponibiliza quatro vagas.

Encerrando as atividades, de 25 a 27, o evento será sobre "Comportamento Animal". Direcionado ao público universitário em geral, os estudantes entram em contato com as técnicas empregadas para a observação de animais em cativeiro e a importância do enriquecimento ambiental. Grupo formado com no mínimo 15 alunos.

Todos os cursos são desenvolvidos em período integral. O aquário não possui alojamento.

Informações sobre taxas de inscrições podem ser obtidas pelo telefone 3398-3007, ou pelos e-mails: rossana@acquamundo.com.br ou silvia@acquamundo.com.br.

O endereço do Acqua Mundo é Avenida Miguel Estéfno, 2001, Praia da Enseada - Guarujá. Telefone (13) 3398.3000. Os ingressos custam R$ 20,00 para adultos e R$ 12,00 para idosos acima de 60 anos e crianças de 2 a 12 anos. Confira a promoção do mês. Horário de funcionamento em outubro: -Segunda-feira: fechado. De terça a sexta das 10h às 18h. Sábado das 10h às 22h. Domingo das 10 às 20h. Exceções: Dias 23 e 30 das 10h às 19h. Visite nosso site http://www.acquamundo.com.br/
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

ONU premiará quem fizer o melhor vídeo sobre preservação do meio ambiente

O que você está fazendo para cuidar do meio ambiente? Esta é a pergunta que as Nações Unidas estão colocando a todos os brasileiros através da campanha ONU Verde, que será lançada no 64º aniversário da Organização, festejado mundialmente em 24 de outubro 2009. A campanha conta com o apoio da TIM, que enviará cerca de oito milhões de SMS convidando seus assinantes a participar e também com o apoio da MTV Pública que divulgará a iniciativa e veiculará os cinco vídeos mais criativos.

Todos aqueles que quiserem participar, deverão responder a pergunta “O que você está fazendo para cuidar do meio ambiente?” através do envio de até três fotos – tiradas com celular – ou um pequeno filme de até 30 segundos, também realizado com celular, acompanhados por um relato da ação proposta, com até 100 palavras. Estes materiais serão publicados pelo próprio participante no site http://www.onuverde.org.br/. Depois de enviar suas sugestões, o participante receberá um certificado online, da ONU, com a frase: “Eu faço minha parte”.

A campanha ficará no ar até 1º de junho de 2010, quando um Comitê de Seleção - composto por cinco representantes das agências e programas do Sistema ONU no Brasil - escolherá as 10 fotos e os cinco melhores vídeos que melhor traduzam o tema da campanha. O resultado estará disponível neste site a partir do dia 5 de junho 2010.

As fotografias selecionadas serão amplamente divulgadas pela rede de comunicação das Nações Unidas no Brasil e no exterior e os cinco vídeos vencedores serão veiculados pela MTV Pública no Dia Mundial do Meio Ambiente de 2010 (5 de junho).

Outras informações sobre a campanha, o regulamento, e detalhes sobre inscrição podem ser obtidos no site http://www.onuverde.org.br/
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

DIA DO VETERINÁRIO - 09 DE SETEMBRO



Se você escolheu esta profissão porque gosta da gente, e não apenas porque acha que pode ganhar dinheiro com isso...
Parabéns pelo seu dia.
O nosso carinho e respeito pelos Doutores Veterinários que ajudam a diminuir a nossa dor.
Não sabemos falar, mas nossos olhinhos sabem agradecer.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Proteja o seu cão contra a leishmaniose

O Brasil enfrenta atualmente o desafio de conter o avanço de uma importante zoonose, a Leishmaniose. Doença causada por um protozoário e que pode ser transmitida entre os homens e os animais. Essa transmissão é feita, principalmente através da picada de um mosquito conhecido popularmente como "palha". O cão tem importante papel na manutenção da doença no ambiente urbano, visto que pode permanecer sem sintomas mesmo estando doente, situação que chamamos de reservatório da doença.

A mais eficiente medida contra a leishmaniose é o combate ao mosquito hospedeiro, mas para isso é necessário o esclarecimento e a orientação da população para que façam uso adequado de inseticidas à base de piretróides nas residências e criatórios.

Associado ao controle ambiental, deve-se investigar os animais suspeitos que apresentem lesões de pele e enviar material para laboratório para realização de diagnóstico diferencial entre a leishmaniose e as neoplasias, micoses profundas e sarna demodécica. O uso de repelentes nos animais também é recomendado. Uma opção é a Scalibor®, produto da Intervet/Schering-Plough Animal Health que protege por até 4 meses. Trata-se de uma coleira prática, sem cheiro, bastante segura e que não sofre interferência da água. Pode ser utilizada conjuntamente com outros produtos, tais como Pulvex® Pour-on e vacinas. Vários trabalhos científicos nacionais e internacionais foram realizados com Scalibor® comprovando que é hoje a mais eficiente arma no controle da leishmaniose em cães.

"A orientação é sempre prevenir e procurar um Médico Veterinário. Esse é o profissional que está capacitado para fornecer todas as orientações no cuidado aos animais de estimação", afirma a veterinária e assistente de marketing da Cobasi, Karine Raile Rocha.

Na Cobasi é possível encontrar aColeira antiparasitária Scalibor® que é indicada no controle de moscas, mosquitos flebótomos (transmissor da leishmaniose) e como auxiliar no controle de carrapatos e pulgas. É indicada a partir de 3 meses de idade podendo ser utilizada em fêmeas gestantes.

Scalibor® possui um sistema de liberação exclusivo o que permite que exista proteção por até 4 meses. Na Cobasi é vendida a coleira antiparasitária Scalibor

AJUDE A CATALUNHA a acabar com as touradas


Assim se dá o bárbaro esporte: homens a pé ou montados em cavalos perfuram repetidas vezes um touro encurralado e exaurido. Depois de vinte minutos, a maior parte deles está morta.
As pesquisas comprovam repetidamente que essa NÃO é uma tradição da qual a maioria dos catalães se orgulha.
Este ano, mais de 180.000 cidadãos da Catalunha já se uniram através da campanha Prou (Basta!) exigindo um fim à crueldade das touradas na sua região.
A campanha Prou demanda uma mudança na lei de proteção animal da Catalunha, que atualmente protege todos os animais, exceto os touros e cavalos usados em touradas.
O apoio maciço do público à campanha já forçou o parlamento Catalão a agendar uma votação para remover essa brecha na lei, o que deve acontecer ao longo de 2009.
O voto pelo ‘Sim’ para o bem-estar animal nessa região crítica representaria mais um passo para que as touradas se tornem uma página virada na história da Espanha.
Faça com que isso aconteça. Apoie os catalães e dê um basta às touradas!
Até agora 69 cidades da Catalunha já se declararam anti-touradas. Seu apoio neste momento vital pode inspirar os políticos a sentirem-se mais seguros na votação contra esse esporte brutal na Catalunha.
Basta! Vamos mostrar ao Parlamento catalão que a campanha anti-crueldade conduzida por seus cidadãos tem apoio no mundo todo.
Assine o abaixo assinado no site da WSPA*
*
*
*
Publicidade:


quarta-feira, 8 de julho de 2009

PETINBAG É A NOVA GRIFE DE ARTIGOS DE LUXO PARA PETS


Empresa paulista produz bolsas para transporte de animais de estimação, caminhas e acessórios exclusivos
Agora, é possível estar sempre antenado no que há de mais estiloso no mundo fashion e ainda deixar seu animal de estimação sempre na moda. Novidade no mercado de artigos de luxo para cães e gatos, a Petinbag é fabricante de bolsas sofisticadas e glamourosas para transporte de animais, caminhas super macias e acessórios para pets.
A grife, criada pelo publicitário Rodrigo Barros, um apaixonado por negócios e animais, tem como público alvo consumidores diferenciados, que não abrem mão de design e bom gosto (inclusive para seus pets) aliados a excelente custo/benefício.
Todos os produtos da Petinbag são confeccionados à mão e possuem acabamento perfeito, proporcionando conforto, segurança e muito estilo ao pet.
Os modelos da primeira linha de bolsas da grife foram criados para resgatar a história do acessório no mundo da moda. O Americana, por exemplo, procura retomar, com seus tons avermelhados, brancos e azuis, os modelos que se tornaram super populares nos Estados Unidos a partir do início do século 19. Isso não só por sua óbvia conotação patriótica, mas também por remeter aos estilos náuticos, militares e aos elegantes clubes de pólo da época.
Com a linha Clássica é impossível errar. Em tons pastéis, graciosa e universal, essa bolsa é perfeita para mulheres requintadas, que poderão transportar seus animaizinhos com extremo bom gosto.
Já a inspiração para o modelo Armação foi reviver os anos de criação do estilo mais esportivo, que nasceu em meio à guerra, com materiais mais resistentes e cores que remetem à camuflagem, o verde oliva e o preto.
Por fim, o Sportif é um modelo mais informal, com a cara da mulher contemporânea, independente, jovial. Produzida em borracha sintética (neoprene), é resistente e moderna.
As caminhas da Petinbag também são um show à parte! Com design exclusivo, são as únicas no mercado brasileiro produzidas em tecido de fibra importado, aveludado e extremamente macio. A primeira linha chega com quatro modelos lindíssimos: bombom, bóia, velcro e almofadinha. Alguns deles são encontrados em diversas cores e todos possuem três tamanhos: pequeno, médio e grande.
Entre os acessórios produzidos pela Petinbag, o destaque fica com as coleiras. São oito modelos exclusivos, que deixarão super fashion qualquer animal de estimação. Entre os detalhes que fazem toda a diferença, estão fivelas de strass, flores e couro vazado.
Os produtos da Petinbag já estão à venda nos melhores pet shops de São Paulo. Para mais informações: (11) 2759-2798.
*
*
*
*
*
*
Publicidade:

Classificados Gratis (brasil)

SUA CASA SEM PELOS DE CACHORRO

Tem gente que não tem cachorro porque não gosta, ou tem alergias a pelos voando pela casa.
É verdade que os peludos (viu porque a gente os chama de peludos???) deixam seus cabelinhos em todo o canto, seja no sofá, na cama, no chão, na nossa roupa, e até quem ama os cães não é exatamente fã de sair pela rua com a roupa toda enfeitada de cabelo canino.
Pelo voando é muito chato mesmo, e a maioria das pessoas pensa que ter cães com pelos curtinhos é melhor e mais fácil de limpar do que os de pelos longo. Bem, nem sempre isso é verdade, pois os pelos curtos se espetam nas tramas do tecido e são muito mais difíceis de remover do que os pelos longos que costumam fazer pequenas bolas, facilmente retiradas com as mãos.

Aspirador Pet Lover Electrolux

Através de um bocal com fitas de velcro e uma escova rotatória, ele limpa absolutamente tudo: estofados, carpetes, pisos laminados e de madeira e até bancos de carro. E tudo isso sem danificar o aspirador que foi criado exatamente para isso. Em pouco tempo e com o mínimo de trabalho, você acaba com os pelos e ganha mais tempo para curtir o seu melhor amigo.

O endereço é http://www.bitcao.com.br/
*
*
*
*
*
*
*
Publicidade:
Classificados Gratis (brasil)

CÃOMINHO DAS ÍNDIAS NO PET MEMORIAL > 30/08

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Inverno brasileiro exige cuidados especiais com a saúde dos pets

Temperaturas nem tão baixas, pouca chuva, ar e praças com gramados secos, campanha pública de vacinação anti-rábica e outros acontecimentos merecem atenção redobrada dos proprietários
Embora exista um senso comum de que cães - por conta de sua pele e pelagem - estão mais bem adaptados para enfrentar as baixas temperaturas, é preciso lembrar que a maioria dos animais domésticos não sofre grandes transformações físicas para o período de outono e inverno. Por isso, pequenas alterações no abrigo, na rotina de cuidados, nos passeios e na alimentação ajudam manter a saúde e o bem-estar dos bichos nos dias mais gelados. "Algumas raças como Husky Siberiano, Bernesian Mountain Dog, São Bernardo, entre outros que possuem características físicas que os tornam mais resistentes ao frio como, maior camada de gordura sob a pele e subpelo mais denso, podem não sentir tanto as madrugadas mais frias, esclarece o Diretor Clinico do Hospital Veterinário Pet Care Marcelo Quinzani.

Abrigar os animais em locais protegidos da variação do tempo como ventos, chuva, sereno e outros, é o primeiro item da lista de cuidados que devem ser tomados durante os próximos meses. A recomendação vale para pets de todas as faixas etárias."Se o animal dorme em uma área externa da casa é preciso que ele tenha sua casa ou canil", pontua o médico veterinário. Alguns cães e gatos mesmo tendo onde se abrigar preferem dormir ao relento. “Se este for o caso é preciso prender o animal, principalmente em dias chuvosos", aconselha o médico veterinário.

Os recém-nascidos devem ter atenção redobrada durante o frio. Todos os filhotes, até os dois meses de idade, ainda não têm uma capacidade eficiente de manter a temperatura corpórea e perdem calor facilmente. “Por isso, dependem de abrigo e da energia fornecida pela alimentação, que deve ser oferecida até quatro vezes ao dia”, explica. No frio, a necessidade de energia aumenta e os animais que não recebem condições adequadas de alimentação e aquecimento podem acabar morrendo. "Atitudes como manter a ninhada em local protegido, confinar em ambientes pequenos e aquecidos, forrar com panos embaixo e dentro da casinha ou caminha onde os pequeninos dormem, é uma atitude simples que mantém o aquecimento”.

Os cães de idade avançada ou que sofrem com problemas osteoarticulares - artrose, calcificações na coluna e hérnia de disco - tendem a sentir mais dor nos dias frios. Estes, assim como os animais de pelagem curta devem ser agasalhados. "É importante mantê-los aquecidos e as roupas podem ser grandes aliadas", pontua. “Se o animal apresentar sintomas aparentes de dor, dificuldade de locomoção ou de se levantar pela manhã, agressividade e sensibilidade ao toque, o ideal é procurar um especialista para checar as possibilidades de medicação analgésica". Nunca dê remédios - nem humanos, nem específicos para animais - ao seu bicho sem consultar previamente um veterinário.

Aumentar a oferta de alimentos também está entre as dicas para ajudar o animal a passar pelo período sem tanto sofrimento. Se o animal não tiver tendência à obesidade ou ainda problemas decorrentes dela, aumente em 15 a 20% a oferta de alimento durante o frio. Troque também os horários de passeio nesta época do ano. “Procure levar o animal para rua nos horários ainda quentes do dia e quando o sol ainda está presente, como no início da manhã ou final do dia e evite tirá-lo de casa quando estiver muito frio ou durante a noite."

Menos banhos e mais pelosA rotina de banhos e tosas também merece algumas modificações quando os termômetros estão nivelados por baixo. Aumentar o intervalo entre um banho e outro, escolher os locais protegidos e dias mais quentes para a limpeza, secar os animais com secadores e deixá-los com a pelagem mais comprida são atitudes que garantem o bem-estar dos bichos. Também é importante ter cuidados com o choque de temperaturas. “Seja no banho em casa ou no pet shop, mantenha o animal em um lugar protegido durante pelo menos 20 minutos depois da seção de secador", ensina. “Isso evita que o organismo do animal fique vulnerável a doenças respiratórias".


Atchim: pode ser gripe
Assim como os humanos, os cães também podem sofrer com problemas respiratórios nos meses de frio e ar seco. Causados por vírus ou bactérias, esses quadros apresentam sintomas semelhantes ao de qualquer resfriado - tosse, espirros, febre, falta de apetite e coriza - e são chamados de tosse dos canis ou traqueobronquite. "Essas doenças podem ser causadas pelos vírus parainfluenza e adenovirus tipo 2, que não são transmissíveis ao homem e pela bactéria Bordetella bronchiseptica", diz Quinzani. “Podem acontecer em qualquer época do ano, mas têm incidência aumentada durante o inverno, principalmente pelo ar mais seco e frio e aglomerações em hotéis e canis devido às viagens de férias”.

Para prevenir, o ideal é manter a vacinação em dia. Além da vacina anti-rábica e da múltipla, que previne contra cinomose, hepatite, leptospirose, parvovirose, coronavirus e parainfluenza, os animais podem receber proteção contra a tosse dos canis anualmente. "A prevenção pode ser feita a partir dos dois meses de vida", pontua Quinzani. "Existem duas opções de aplicação, a dose única intranasal, na qual o liquido é colocado dentro das narinas do animal, ou pelo método injetável, que deve ser feito em duas doses."
Outro perigo muito comum nessa época do ano é com a cinomose, virose que não tem tratamento, transmitida de cão para cão, devido às aglomerações de cães causadas pelas campanhas públicas de vacinações anti-rábica. “Para preveni-las devemos manter os cães vacinados e evitar aglomerações, principalmente com cães de origem desconhecida”.

Sempre em alerta
Quando as temperaturas caem, as chuvas diminuem e os gramados e pastagens ficam mais secas, as populações de carrapatos aumentam consideravelmente e o risco de viver uma infestação torna-se maior. Além do incômodo e da coceira, os carrapatos trazem juntos algumas doenças que podem ser letais para o animal de estimação e mesmo para o homem. “Erlichiose, Babesiose e Doença de Lyme são as mais comuns entre os cães. Já entre o homem temos a Febre Maculosa que podem chegar até a sua casa com os carrapatos trazidos pelo seu cão depois de um passeio no campo, parque ou mesmo na pracinha mais perto de sua casa”, alerta. “Por isso é preciso manter a prevenção, aplicando produtos adequados tanto no animal quanto no ambiente”, explica Quinzani.

Sabonete, shampoo, loção, spray, coleiras e pour-on, aquela pipeta que é colocada na nuca do animal, são algumas das opções que recheiam as prateleiras dos petshops prometendo prevenir o aparecimento de pulgas e carrapatos e eliminar os parasitas que possam existir. "Entre todas essas opções consideram-se as coleiras, sprays e os pour-ons como os mais eficientes. A eficácia do produto depende muito do principio ativo utilizado e da resistência a determinados produtos. É preciso estar atento porque muitos podem ser tóxicos", alerta.


Medicina Veterinária especializada
Fundado em 1990, o Hospital Veterinário Pet Care está situado no bairro do Morumbi, em São Paulo, funciona 24h e oferece a mais completa estrutura de atendimento clínico e cirúrgico, apoiado por diversos exames diagnósticos. Capitaneado por uma equipe clínica de inquestionável formação técnica – movida pela paixão aos animais de estimação – o Pet Care reúne serviços convencionais como consultas, vacinação, banho e tosa e pet shop, e especialidades como: acupuntura, fisioterapia, cardiologia, ortopedia, dermatologia odontologia, cirurgias, oncologia e homeopatia entre outras, para cães e gatos.

Serviço:
Hospital Veterinário Pet Care - 24h
Avenida Giovanni Gronchi, 3001 – Morumbi – São Paulo/SP
11 3743-2142
www.petcare.com.br

Veja como foi a Festa Cãonina do Pet Memorial

Finais do CAMPEONATO PAULISTA DE AGILITY

Esporte Animal: Finais do Campeonato Paulista de Agility acontecem no primeiro domingo de julho
Com entrada gratuita, o evento realizado no Hotel Fazenda Clube de Cãompo (Itu/SP) reúne as melhores duplas de cães e condutores do país e atrai milhares de apaixonados por pets

No primeiro domingo das férias de inverno, os apaixonados por cães têm destino certo e diversão garantida! Premiado como sede da "melhor prova" na última edição da disputa que envolve animais e seus donos, o Hotel Fazenda Clube de Cãompo localizado em Itu, interior de São Paulo, recebe neste ano a 7ª etapa do Campeonato Paulista de Agility. O evento, que é organizado pela Federação Paulista de Agillity reúne os melhores atletas brasileiros do esporte, pois além de definir os finalistas da prova estadual também soma pontos para o Campeonato Mundial de Agility, que será realizado em setembro na Áustria.

Criado na Inglaterra, em 1978, o Agility é uma modalidade praticada por duplas formadas de cão e condutor. Considerado um esporte de habilidade, demonstra o entrosamento entre o animal e o homem. “O objetivo é fazer com que o cão, sob a orientação do seu condutor, percorra um circuito de obstáculos no menor tempo possível e sem erros”, explica o responsável pelo Clube de Cãompo, Aldo Macellaro Júnior. “Durante o percurso o treinador não pode encostar no cão e não pode ter nada em suas mãos. O animal , por sua vez, não pode estar preso à guia nem usar qualquer tipo de colar”.

Aberto ao público em geral e com entrada gratuita, o Campeonato - que contabilizou a participação de 2.500 pessoas em 2008 - espera receber mais de 3 mil espectadores nas provas deste ano. “Por ser realizado durante o domingo, o evento reúne inúmeras famílias que possuem animal de estimação e são apaixonadas por tudo aquilo que envolve o mundo dos cães”, afirma o responsável pelo Clube de Cãompo, o médico veterinário Aldo Macellaro Jr.

Por sua localização, estrutura para a prática do esporte e recepção do público, o Hotel Fazenda sedia as finais do Campeonato Paulista de Agility desde 2003 e recebeu da organização do evento o troféu de “Melhor Prova do Ano” em 2008. O local possui uma área verde com 60.000 m2, e infra-estrutura com arquibancadas cobertas, praça de alimentação, segurança, toaletes e amplo estacionamento gratuito.

Responsabilidade Social
O evento agrega ainda uma ação solidária em prol de uma entidade assistencial da cidade, o Asilo São Vicente de Paulo, mais conhecido como Vila Vicentina. Para participar, público e patrocinadores podem fazer doações de alimentos não perecíveis. “Em 2008 conseguimos arrecadar 1 tonelada de alimentos e esperamos aumentar esse número neste ano”, estima Macellaro.

Os animais abandonados também ganham espaço no evento que, em parceria com o Centro de Controle de Zoonoses da cidade, promove uma feira de doação de animais e uma campanha de conscientização em relação à posse responsável. “Acreditamos que é nosso papel levar ao público, além da integração e diversão promovida pelo esporte, algo que possa melhorar a relação entre homens e animais”.

Saiba mais - O Clube de Cãompo é um hotel fazenda para cães, planejado para hospedar confortavelmente os animais em momentos de viagens e ausência dos proprietários. O local possui chalés individuas em departamentos separados para grandes e pequenos animais, com solários higienizados e desinfetados para receber cães de todos os tamanhos e raças. A hospedagem inclui alimentação, banho e momentos de lazer em uma ampla área, monitorada por profissionais treinados para lidar com os cães. O hotel fazenda também possui serviços como treinamento de agility, adestramento e obediência, solução de problemas comportamentais, condicionamento físico e o chamado “Day Care”, um dia de diversão e brincadeiras para os cães.

SERVIÇO:
“7ª Etapa do Campeonato Agility”
Data: Domingo, 05 de julho
Horário: das 10h às 16h
Local: Clube de Cãompo – Itu/SP - Rodovia SP 300 (Dom Gabriel Paulino Bueno Couto), km 94,5 – Itu/SP.
Informações: 11 4897-9518/ 9968-4729 ou pelo hot site do evento www.clubedecaompo.com.br/ agility

Para Participar da ação solidária basta levar um quilo de alimento não perecível que será coletado na entrada do evento

domingo, 21 de junho de 2009

Hospedagem aceita Pets - ALPHAVILLAGE

Você sabia que pets e proprietários podem aproveitar juntos as férias de inverno em um ambiente aconchegante, divertido e ecologicamente correto?

No Alphavillage, os pets e seus proprietários podem aproveitar um destino ecológico e momentos de lazer, divertimento e, é claro, descanso.

Há apenas 40 minutos da grande São Paulo, na cidade de Itu, é possível encontrar um destino ecológico, com princípios de sustentabilidade, bangalôs ecológicos, criatório conservacionista, pista e trilhas para caminhada, corrida e muita diversão e interação para crianças, adultos, idosos e animais de estimação.

SERVIÇO:
Alphavillage Refúgio Ecológico
www.alphavillage.com.br
11/ 4246-2511
Estrada Alphavillage, 701
(Km 75 da Castelo Branco)
A cerca de 40 minutos de São Paulo

domingo, 14 de junho de 2009

Ministério do Meio Ambiente do Brasil apoia a Declaração Universal de Bem-Estar Animal

Ministro Carlos Minc assinando a Declaração Universal de Bem-Estar Animal - DUBEA© Jefferson Rudy/MMA

A campanha internacional pelo reconhecimento mundial do bem-estar animal junto à ONU ganhou um forte aliado em 13 de maio: o Ministério do Meio Ambiente (MMA), quando o ministro Carlos Minc assinou seu apoio por uma Declaração Universal de Bem-Estar Animal - DUBEA.
O ministro Carlos Minc abriu a cerimônia de assinatura lembrando seu longo envolvimento com a causa da proteção animal e com a WSPA “desde as manifestações contra a farra do boi nas ruas do Rio, há muitos anos” até o seu apoio pela criação de uma Declaração Universal de Bem-Estar Animal, como propõe a WSPA - Sociedade Mundial de Proteção Animal. Minc disse que não podia se furtar a assinar o documento, seja como cidadão seja como ministro hoje responsável pelo imenso patrimônio da fauna silvestre brasileira que já tem centenas de espécies ameaçadas de extinção. Ele prometeu também ao diretor da WSPA Brasil, Antonio Augusto Silva, apresentar o documento ao presidente Lula e convencê-lo das vantagens do nosso País também se tornar um signatário.
- A assinatura do presidente seria uma sinalização forte de que o país está preocupado com o bem-estar dos animais e pode ter repercussões positivas até para a comércio internacional, ponderou Minc.
Antonio Augusto Silva (Diretor da WSPA Brasil), Ministro Carlos Minc (Ministério do Meio Ambiente) e Justine Holmes (WSPA Reino Unido) durante a assinatura ao apoio pela Declaração © Jefferson Rudy/MMA


– Com esse gesto, o Ministério do Meio Ambiente dá um sinal claro de que está preocupado com a proteção animal em escala global. É mais uma prova de que não é possível pensar na questão ambiental sem levar em conta o bem-estar dos animais – avalia Antonio Augusto, diretor da WSPA no Brasil.
O ministro Minc é mais um dos signatários que apoiam a Declaração, dentre outros governantes e membros de governo, como o Presidente da Costa Rica e Prêmio Nobel da Paz, Oscar Arias, o Ministro do Meio Ambiente e das Florestas da Índia, dentre outros.
Brasil: o segundo maior apoiador

Assinatura de manifesto pela criação de acordo entre povos e nações que visa ao reconhecimento dos animais como seres sencientes.© Jefferson Rudy/MMA
O apoio do MMA está em sintonia com a opinião dos brasileiros, uma vez que o Brasil é o segundo país com maior número de participantes do abaixo-assinado pela Declaração: mais de 232 mil, perdendo apenas para os Estados Unidos, que têm mais de 327 mil.
Por parte do público, em breve o abaixo-assinado irá alcançar o impressionante número de 2 milhões de participantes no mundo todo. Trata-se de um forte indício de que o bem-estar animal é uma preocupação mundial e, como tal, precisa ser considerado pelos governos das nações.
Resta agora ampliar cada vez mais o apoio político internacional de forma a fortalecer a criação de um texto pela proteção animal para votação no Plenário da ONU, que seja consenso entre os países membros das Nações Unidas.
Ministérios que estão apoiando a Declaração:
Austrália: Ministério da Agricultura
Barein: Ministério da Agricultura
Bolívia: Vice-Ministro de Biodiversidade, Florestas e Meio Ambiente
Brasil: Ministério do Meio Ambiente
Chile: Ministério do Meio Ambiente
Colômbia: Ministério do Meio Ambiente / Ministério da Agricultura / Ministério das Relações Exteriores / Senado
Costa Rica: Ministério do Meio Ambiente / Ministério da Agricultura / Ministério da Educação
Croácia: Ministério da Agricultura
Malásia: Ministério da Agricultura
Noruega: Ministério da Agricultura
Filipinas: Ministério da Agricultura
Sérvia: Ministério da Agricultura
Tanzânia: Ministério de Desenvolvimento Pecuário
Tailândia: Departamento de Desenvolvimento Pecuário, Agricultura e Cooperativas
Tajidquistão: Ministério do Meio Ambiente
Países que já deram total apoio à Declaração: Todos os 27 países-membros da União Europeia, Suiça, Camboja, Fiji, Nova Zelândia, Palau e Seychelles.
Assine a Declaração Universal de Bem-Estar Animal - DUBEA
A WSPA - Sociedade Mundial de Proteção Animal lançou, em junho de 2006, um importante documento para estabelecer critérios uniformes para a proteção dos animais em todo o mundo: a Declaração Universal de Bem-Estar Animal – DUBEA. Um acordo que estabelece diretrizes básicas de bem-estar, reconhecendo os animais como seres sencientes (que têm sentimentos) e sua proteção como importante meta para o pleno desenvolvimento social das nações.
Clique no link ao lado e assine a Declaração: http://www.dubeabrasil.org/

MODA: A BitCão lança Mochilas Caninas


A BitCão está sempre preocupada em melhorar o convívio dos donos com os peludos. Temos brinquedos especiais para distrair e ocupar a cabeça dos cães quando eles precisam ficar sozinhos, temos coleiras e guias diferenciadas para facilitar a caminhada daqueles que puxam e arrastam seus donos e agora temos também as Mochilas Caninas para deixar seu peludo ainda mais orgulhoso por estar carregando as próprias coisas e as coisas do seu dono. Com a Mochila o cão entende que está finalmente fazendo um trabalho importante, ele chama a atenção das pessoas que passam no caminho e se sente valorizado e apreciado. Ele entende que esta ganhando atenção extra e isso é muito importante no estimulo psicológico do peludo. Sem falar que com um pequeno aumento na carga que ele carrega com a mochila o exerício físico se torna muito mais eficiente com menos tempo necessário.
Uma mochila ajuda a gastar a energia de um cachorroVeja todos os benefícios que uma Mochila para Cachorro pode trazer para o seu cachorro clicando aqui.

CACHORRO CANSADO é CACHORRO FELIZ

Ah que vida boa meu cachorro tem. Ele tem cama, ele tem comida, ele tem casa, ele tem um dono maravilhoso como eu... será????

O nosso lema sempre foi "cachorro cansado é cachorro feliz". Claro que quando falamos de cachorro cansado estamos nos referindo a cansados física e mentalmente, de forma sadia, e não cansados de não fazer nada, cansados de ficar sozinho o dia todo, cansados dos mesmos brinquedos e passeios corridos e irregulares.
Um cachorro entediado, sozinho e acorrentado. Ele é feliz?
Se o seu cachorro estiver sendo exercitado e estimulado na medida certa, pode acreditar que você também será um dono feliz e muito mais satisfeito com a relação com o peludo.

Exercícios físicos trazem uma série de benefícios para nós e para nossos amigos de quatro patas: previne obesidade, deixa os músculos mais tonificados, fortes e bem definidos, aumenta a capacidade cardiovascular e respiratória, melhora a qualidade do sono, diminui as chances de doenças como certos tipos de câncer, melhora o humor, ajuda a relaxar e diminui estresse e ansiedade, fortalece os ossos e ainda ajuda a conhecer novas pessoas e fazer novos amigos, humanos e caninos. Não é pouca coisa e isso nem é o começo!

PUXA, NADA PARA FAZER....
A consequência desta falta de atividade física e mental são os comportamentos destrutivos, o excesso de latidos e choros, as lambeduras compulsivas, o comportamento agitado e inquieto perto das pessoas, a falta de higiene (sim, falta de exercício tem impacto até a higiene do peludo), comportamento antisocial com outros cães e outras pessoas, agressividade, obesidade, diabetes, doenças degenerativas das articulações... Está até parecendo aquela música que só fala de doenças, não é mesmo? Mas estas consequências são reais e quase uma certeza absoluta para nossos amigões sedentários e solitários.
A verdade é que a grande maioria dos cães não é exercitada regularmente e não recebe o tanto de atenção que precisam para se sentirem felizes. Costumamos ouvir dos donos que eles saem muito cedo para trabalhar e voltam muito tarde. Tem muitas obrigações e não conseguem ter tempo nem para eles mesmos. O cachorro acaba saindo uma vez por dia, rapidinho, para fazer um xixi e um cocô. Quando sai!
Os peludos costumam ficar o dia todo sozinhos, sem nada para fazer, sem ninguém para educá-los. Mesmo os que moram em casas com quintal se distraem muito pouco pois, se não forem motivados e orientados, os peludos vão ficar o dia todo deitados num canto, esperando uma oportunidade real de ação.

"Como eu passei o dia inteiro sozinho eu encontrei uns brinquedos bacanas!"
Os exercícios são tão importantes para nossos amigos de quatro patas quanto são para nós. Nossos cães são pequenas máquinas de trabalho, criados para caçar, farejar, exterminar roedores, fazer patrulhas e guardar nossa propriedade, correr, nadar... Até aqueles criados para ficar essencialmente no nosso colo, nos fazendo companhia, precisam de um pouquinho de exercício físico, bastante exercício mental, e toneladas de companhia humana.
Como os humanos os cachorros também ficam obesos quando pouco exercitados
Os peludos são animais progamados geneticamente para viver em comunidade, servir ao ser humano, trabalhar para conquistar sua comida. As facilidades da vida moderna e urbana não ajudam em nada a saúde deles. Então vamos supor que esse artigo conseguiu chamar a sua atenção e deixou seu coração comovido o suficiente para querer mudar a sua vida e a de seu peludo!!!!!

O que e como podemos fazer para tornar a atividade física mais fácil, segura e produtiva para você e seus peludos????? Por onde começar???

Passear faz bem para o dono e para o cachorro

Pra começar é preciso dar uma passada no veterinário. Não custa nada fazer um pequeno checkup no cachorrão e ficar com a consciencia tranquila de que ele pode começar um programa de exercícios. Filhotes, cadelas grávidas, cachorrros com mais de 7 anos, peludos que saíram recentemente de uma doença e cachorros obesos ou com problemas nas articulações merecem cuidados especiais e não é bom pegar pesado com eles.
Se o seu cachorro tem displasia coxo-femural (infelizmente uma condição muito comum nos peludos de raça de grande porte como Labradores, Golden, Rottweilers, Pastores Alemães, entre outros) converse com o veterinário para estabelecer um programa específico de exercícios para seu amigão. Ao contrário do que muitos pensam estes peludos precisam de exercícios regulares também, principalmente para fortalecer a musculatura e assim proteger as articulações e diminuir a dor e o desconforto que eles normalmente sentem, além é claro, de manter controle sobre o peso.

Cachorros gordinhos sofrem muito mais desgaste nas articulações do que os magros. Nunca exercite seu cão logo depois dele se alimentar. Sempre espere algumas horas antes de colocar seu cão para correr para evitar o risco de ele ter uma torção gástrica. Aproveite para conversar com o seu veterinário a este respeito quando for fazer a consulta.
Um cachorro gordo e entediadoSe o seu peludo está entre as raças que precisam usar focinheiras para ir à rua, use somente aquelas que permitem que ele abra a boca para fazer a troca de calor, nunca as que fecham o focinho.

Nunca force seu cão a andar "só mais um pouquinho" quando ele demonstra sinais de cansaço e desconforto. Espere alguns minutos até ele se recuperar, ofereça um pouquinho de água e volte para casa. É importante ir condicionando-o fisicamente aos poucos. Sempre que voltar do passeio verifique as unhas e as patinhas para ver se não estão esfoladas, cortadas, ou sangrando.


E quanto exercício é o bastante?
Como saber se estamos forçando demais ou nossos peludos estão sendo pouco exercitados?
Na verdade não existe uma regra, uma fórmula científica, que estabeleça qual é a quantidade ideal de exercício para os cães. Depende muito da raça, do porte, do estado geral de saúde e da idade do seu amigo.
Cachorros adolescentes e adultos jovens normalmente precisam gastar muito mais energia do que os filhotinhos (de até 4 meses) e os peludos velhinhos. Um Poodle de 1 ano e meio vai precisar de mais exercícios do que um Pastor Alemão de 6 anos. De modo geral sair só uma vez por dia é muito pouco para qualquer cão. Duas, ou três vezes seria muito melhor e se os passeios somados derem, pelo menos, uma hora já estamos chegando perto de algo razoável.


Um Beagle andando solto mas com a segurança da Guia Longa
O importante também é a gente não enrolar a semana toda e tentar compensar tudo nos fins de semana. Esportistas de fim de semana sabem que este tipo de esforço só serve para deixar a gente moído e cheio de lesões.
Procure reservar uma parte do dia para jogar bolinha, correr atrás dele e brincar mais intensamente com seu peludo. Nem que seja por meros 20 minutos. Se houver um lugar seguro para você deixar que ele corra livremente, sem coleiras nem guias (MAS ATENÇÃO PARA QUE SEJA UM LOCAL REALMENTE SEGURO), então seu cão vai poder experimentar um pedacinho do paraíso.


Mais cães felizes brincando e se exercitando


Tome cuidado para não forçar muito seu cachorro de um dia para o outro. Os sinais mais claros de que você está indo além da capacidade dele é o cachorro não querer sair, parar no meio do caminho, se jogar no chão e não querer andar mais. Patas esfoladas ou rachadas também são indicativos de que seu peludo andou mais do que deveria e, é claro, o clássico corpo dolorido no dia seguinte.
Se você chegar em casa e seu cão ainda estiver cheio de energia e vontade de aprontar, sinto muito informar, mas é porque o exercício não foi suficiente. É importante ter paciência e condicionar os cães aos poucos, variar os exercícios e os locais dos passeios, escolher sempre os horários mais frescos do dia, ser consistente e tornar tudo sempre o mais divertido possível para vocês dois.
*
*
*
*
*
*

Mural:

Educação a Distância